Maicon: “Temos que ter vergonha na cara e mostrar caráter”

Maicon se irrita com derrota vergonhosa em casa e pede vergonha na cara para que o são Paulo volte a jogar como time grande

A derrota por 2 a 1 para o Juventude ontem, no Morumbi pela Copa do Brasil, fez com que o São Paulo fosse vaiado pelo torcedor, antes mesmo do fim da partida. As péssimas atuações que têm se repetido no Campeonato Brasileiro, irritaram os torcedores e também ao zagueiro Maicon.

Um dos principais nomes do elenco, o defensor admitiu que o futebol demonstrado está abaixo muito do nível esperado por ele e pelos torcedores que desde a Libertadores, não vê um bom futebol.

“Temos perdidos jogos em casa que não é para perder. Outra vez mostramos um futebol péssimo, sem intensidade e saímos com a derrota”, afirmou o jogador ainda na saída de campo.

O capitão do time ainda afirmou que o nível apresentado não representa a grandeza do São Paulo.

“Estamos vendo o São Paulo em um nível muito baixo. Estamos acostumados a ver o São Paulo grande. Nos últimos jogos, o futebol apresentado não tem representado o São Paulo. Para conseguirmos dar a volta por cima, temos que estar juntos”, completou.

LEIA TAMBÉM:
+ Mais uma derrota em casa e risco de ser eliminado na Copa do Brasil
+ Renan ribeiro perto do retorno

Na saída dos vestiários, o zagueiro voltou a falar com firmeza sobre o momento ruim que o time passa.

“Não estamos conseguindo trocar três passes. A bola não fica no ataque, não fica no meio, a defesa fica exposta, tomamos muitos contra-ataques e muitas enfiadas de bola. Toda hora a bola está perto do nosso gol, uma hora acaba entrando. Temos que procurar onde está o erro para acertar e segurar mais a bola”, declarou o defensor que ainda disse que o tricolor está jogando como time pequeno.

“O São Paulo é um time grande, mas está jogando como um pequeno. Essa é a verdade. Com sua grandeza, o São Paulo não pode ser muito inferior a seus adversários, como foi contra o Inter. Não é esse São Paulo que a gente quer ver. Então eu e todos os outros jogadores temos que começar a sentir o peso da camisa do São Paulo e ganhar vergonha na cara, como a torcida falou. Temos que mostrar o caráter. É nestas horas que se vê os grandes homens”, completou.

Caso queira seguir adiante, o São Paulo precisa vencer o Juventude  no duelo de volta, dia 21 de setembro, por dois gols de diferença. A repetição do placar leva a disputa para os pênaltis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *