in ,

Maicon: “O São Paulo é favorito, não só no Paulistão”

Em entrevista coletiva nesta quinta-feria, o zagueiro Maicon falou sobre o time, possíveis reforços, boicote contra o audax e muito mais, Confira:

Confira abaixo, a integra da entrevista do xerifão tricolor:

O que você espera do novo São Paulo, com Ceni como técnico?
– Expectativa não só da estreia oficial do Rogério, como a nossa. É o primeiro jogo oficial. É um adversário que no último jogo nos tirou do Paulista. É importante e o primeiro jogo. Vamos com tudo para vencer e colocar nossa identidade dentro de campo. Mostrar que o São Paulo veio para 2017 com tudo.

As mudanças no time (muitos jogadores usados nos jogos) ajudam?
– Mudança é bom, sinal de que todos têm competência e à disposição para domingo. Vai escalar o melhor time possível. Todos vão contribuir o máximo. Independentemente de quem jogar, é o São Paulo em campo. Espero estar nas opções iniciais dele de domingo. Agora é esperar. Temos tudo para vencer.

Qual é a identidade do novo São Paulo?
– Vimos dois jogos. Não eram oficiais, mas de pré-temporada. Vimos um time contra o River muito agressivo. Quando perde a bola pressiona. A expulsão prejudicou a dinâmica contra o Corinthians. Tivemos muitas chances contra o River. É um São Paulo que pressiona e ataca bem. E ainda defende melhor do que na última temporada.

O São Paulo entra como favorito?
– Favorito em todas competições. É uma das potências do futebol brasileiro. Independentemente de não ter ganhado títulos nos últimos anos. Vamos trabalhar para acabar com o jejum nesse ano. Com o time de 2017 temos tudo para mudar essa história”.

O São Paulo vai jogar com marcação adiantada contra o Audax?
– Não vou dizer isso, mas estamos preparados para o duelo de domingo. Sabemos como eles vão jogar. Temos a nossa estratégia e não vou falar. O time estará preparado”.

O time está se preparando de forma diferente para encarar o Audax, que sempre tem inovações com o técnico Fernando Diniz?
– (Diniz) Tem feito um bom trabalho. Independentemente disso, o que importa é nossa postura em campo. Se todos compreenderem o que o Rogério tem passado, temos tudo para vencer. Tem de assimilar a dinâmica deles logo no começo para não ser surpreendidos como fomos antes. O Rogério nos preparou para o jogo do Audax e para os outros também.

O São Paulo está com uma consciência melhor de time?
– Rogério é muito inteligente. Surpreendeu a todos, percebe muito de futebol. Esteve do nosso lado e entende o jogador. Tem nos motivado muito. Tem colocado que o São Paulo tem de jogar e pressionar, que vai para cima. A motivação tem sido diferente e temos tudo para vencer em 2017

O que você acha da questão do preço dos ingressos e do boicote da torcida contra o Audax?
– Não vou falar que não iria… torcedor é torcedor. Não cabe a mim falar. Mando de campo é deles. Eles decidem se colocam 100, 200 ou 300. O São Paulo será o mesmo dentro de campo. Claro que queremos o apoio da torcida. Se forem ficaremos felizes, se não também. Com torcida ou não, vamos com força máxima.

O que muda no São Paulo com dois ou três zagueiros:
– O que vai mudar é a postura em campo. Se o sistema der certo, isso que importa. O resultado é o mais importante.

Qual a diferença entre o Rogério Ceni jogador e o Ceni técnico?
– É um cara admirável. Cobra e ouve. É importante ouvir, não só cobrar. Tá aberto a sugestões também. É comandante mas sabe escutar. É importante para o crescimento do São Paulo. Tem ajudado muito com a sua liderança.

Qual a chance de o São Paulo contratar o atacante Lucas Prato, do Atlético-MG?
– Não posso falar de jogadores que não fazem parte do nosso plantel. Tenho de falar do Chavez e do Gilberto que nos ajudam. Pratto é belíssimo jogador, de referência no mercado, mas tenho peças no time e estou satisfeito com o que tenho no clube.

O que você pode falar sobre o posicionamento em campo de Rodrigo Caio, que deve atuar como volante, deixando vaga para Douglas na vaga?
– Quando há um desequilíbrio, não vou dizer desequilíbrio. Não são só eu e Rodrigo que defendem. Todos ajudam. A cobrança tem de existir. O Rodrigo de zagueiro ou volante o resultado é positivo. Tem muita qualidade. Não vai fazer diferença, ele vai contribuir. Temos zagueiros de altíssimo nível. Lucão tem crescido e tem muito a ajudar. O São Paulo está bem servido.

Poderia falar sobre o Douglas e o Breno?
– São jogadores das mesmas características. Altos, fortes e forte no um para um. Se não ajudar agora, vão ajudar na temporada.

Como vai ser a dupla com o Douglas na zaga?
– Espero que jogue, primeiramente. Espero estar entre os 11 do Rogério. Os dois zagueiros que jogarem serão de confiança para esse jogo.

O Rogério está bem envolvido com o grupo, não é?
– Vejo Rogério muito feliz e que nos cativa. A alegria é transmitida para nós. Isso é importante. É um baita treinador. Não nos deixa cabisbaixo. Só 11 joguem, mas motiva todos. É muito alegre. É legal a participação dele, bate falta e treina como zagueiro também.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara