Leco sobre trio do futebol: “O São Paulo foi feliz trazendo essas três figuras”

Presidente do São Paulo participou do Seleção SporTV nesta quarta-feira e falou sobre o trio da diretoria, Raí, Ricardo Rocha e Lugano e o técnico Aguirre

Após vários meses longe de entrevistas, Leco voltou a falar com a imprensa nesta quarta-feira. O presidente do Tricolor participou  do Seleção SporTV. 

Leco elogiou o trio que comanda o futebol tricolor, Raí, Ricardo Rocha e Lugano e disse que o clube acertou muito na decisão de trazer os ex-jogadores para comandar a direção de futebol são-paulina. 

“O São Paulo foi feliz trazendo essas três figuras, o Raí, como executivo de futebol, dispensa maiores considerações e apresentações. O Lugano fazendo a parte institucional, fundamental nos relacionamentos que o São Paulo tem com as entidades, os órgãos em si. O Ricardo é o coordenador de futebol, uma figura que faz o elo entre o corpo diretivo e a comissão técnica, o elenco. Tudo acabou resultando bem, dando certo, esse processo de profissionalização”, disse. 

O presidente também garantiu que já começou as conversas para renovação de contrato do técnico Diego Aguirre, que comanda o time na campanha que levou o clube à liderança do Brasileirão.

“Sem dúvida (já começamos a conversar sobre renovação), é uma decorrência natural, a qualidade, a excelência, os bons resutlados do trabalho me indicam nesse sentido (de renovar). Já iniciei uma convesa com o Aguirre, mas ele diz, como diz todo jogo, “vamos jogo a jogo, vamos esperar e mais pra frente falamos disso”. Mas percebo, pelas palavras dele, e ele não economiza elogios e sentimentos posivitos em relação ao São Paulo, dizendo que é muito feliz aqui, sempre indica que seria muito feliz em ficar aqui. A tendência é ele continuar ano que vem”,  afirmou. 

Questionado por não estar mais tão no holofote na imprensa, o dirigente falou que quase sempre está no CT da Barra Funda e internamente está presente no dia a dia. 

“Eu não fico longe, sou muito presente, não há contenção (da minha participação). Eu visito o CT quase que diariamente, sempre que posso. O que ocorre é que trabalho bem feito, nós conversamos internamente. O que eu não preciso é ficar, de certa forma, ficar fazendo aparições. Eu converso muito, discuto as coisas do futebol com os outros. Eu procuro tratar com eles de forma muito tranquila, discreta”, finalizou. 

Foto: Marcelo Hazan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *