in ,

Julio Casares publica proposta para Sócio-Torcedor

Julio Casares - São Paulo FC

Pioneiro no Brasil, o Sócio-Torcedor do São Paulo sempre foi ícone para os outros clubes, porém, com o passar do tempo, o sistema de gestão foi perdendo “a mão” 

Pioneiro na questão de sócio-torcedor no Brasil, o São Paulo entrou no projeto em 1999. Hoje, mais de 20 anos depois, tem o desafio de manter o interesse da torcida, após seguidos insucessos dentro de campo, o clube também falha com os atuais planos e benefícios.

+ Veja a lista dos 10 times com mais sócios-torcedores no Brasil

Com aproximadamente 60 mil sócios, hoje em dia, o Tricolor conta com aproximadamente 50% deles como ativos, ou seja, muitos ainda tem o cadastro, mas deixaram de pagar as mensalidades. Isso é um erro grave do clube, mas segundo o candidato à presidência do São Paulo, Julio Casares, sua chapa tem uma proposta clara e objetiva para melhor o Sócio-Torcedores do Tricolor, que sempre foi muito bom.

O SÓCIO-TORCEDOR

Em Janeiro de 1999, sob a presidência de José Augusto Bastos Neto (1998 a 2000), o São Paulo lançou seu plano de Sócio-Torcedor, o que fazia com o que o torcedor ficasse mais próximo ao clube, pois contava com inúmeras vantagens, como ganhar revistas do clube, camisetas exclusivas, dentre outros benefícios.

Com o passar do tempo, os demais clubes também aderiram a ideia são-paulina e criaram seu planos, o que acabou sendo algo muito bom para o futebol brasileiro.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara