Jogador da seleção italiana diz ser são-paulino

Em participação no ‘MFM Debate’ do Esporte Interativo, o meio-campista Jorginho, que atualmente defende o Chelsea, revelou um carinho pelo São Paulo

Jorginho fez uma revelação inusitada: “Tenho um carinho grande, um carinho a mais pelo São Paulo. Foi onde eu passei algumas semanas e porque, eu vou ser bem sincero, quando era moleque torcia para quem estava ganhando” e completou falando: “Depois, fui [no São Paulo] passar umas semanas e a partir daquele momento decidi que se tem um time que torço no Brasil, é o São Paulo”.

Mas sobre um futuro no Tricolor Paulista, o meia revelou: “Só que aí vem aqueles pedidos, a mãe é botafoguense, o pai é vascaíno, os grandes amigos são flamenguistas. Vai ser difícil [decidir sobre a volta ao Brasil]”.

O meio-campista ítalo-brasileiro, Jorginho, revelou para a Revista FourFourTwo que foi reprovado na base do Tricolor Paulista: “Antes de ir para a Itália, eu passei por testes com algumas equipes brasileiras. Eu treinei no São Paulo, no Palmeiras e no Internacional, mas fui reprovado em todos”.

Com 28 anos, Jorginho começou carreira na base do Hellas Verona, atuou no clube até se transferir para o Napoli em 2013, por lá permaneceu até a temporada 2017/18, quando trocou o clube italiano pelo Chelsea, onde está há duas temporadas. Jorginho defende as cores da seleção italiana, já fez 22 jogos e marcou 4 gols.

Fonte: spfc24horas
Foto: divulgação