O História em Três Cores desta semana relembraremos a carreira do ponta-direita Peixinho, prata da casa

Arnaldo Poffo Garcia, o Peixinho nascido em 2 de setembro de 1940, é um ex-ponta-direita do futebol brasileiro e ficou conhecido por ser o autor do primeiro gol do estádio do Morumbi. Naquela ocasião, Arnaldo fez um gol para lá de histórico, quando mergulhou e se esticou inteiro para fazer o gol. Consequentemente, dali para frente o movimento, ficou conhecido como “Peixinho”, seu apelido que foi uma “herança paternal”.

A história de Peixinho com o São Paulo começou cedo. Aos 18 anos, em 1958, Peixinho integrou-se as categorias de base do soberano. Pouco mais de um ano depois, em agosto de 1959, o atacante assinou seu primeiro contrato profissional.

Sua estréia aconteceu, em dezembro daquele mesmo ano, na vitória por 2 a 1 sobre o Nacional em um amistoso no Parque Antárctica. O jovem predestinado a fazer história, estreou com o pé direito com o manto são-paulino e, fez o gol da vitória.

Autor de 17 gols em 63 jogos com a camisa tricolor, Peixinho e todos os torcedores são-paulinos, com certeza, irão sempre lembrar do 10° gol entre esses 17.

O dia era 2 de outubro de 1960. O Estádio do Morumbi, projetado pelo arquiteto Vilanova Artigas, abriu suas portas pela primeira vez ao público para uma partida de futebol. Para a inauguração de seu estádio, o São Paulo convidou a equipe portuguesa Sporting para um confronto.

Mesmo com as obras ainda incompleta e em um dia chuvoso, compareceram 56 mil pessoas, que ajudaram a abrilhantar aquela atmosfera. Com a bola rolando, o tricolor venceu os portugueses por 1 a 0. E o gol anotado por Peixinho aos 12 minutos do primeiro tempo, ficaria marcado na história do futebol mundial.

Eu me lembro que o Fernando tocou para o Jonas, que cruzou. Estiquei-me inteiro para alcançar a bola, dando um verdadeiro mergulho”, disse Peixinho em entrevista a revista do São Paulo (n° 36).

O feito de Peixinho foi muito comemorado pelos torcedores do tricolor. Como esse tipo de jogada não era comum no futebol brasileiro, logo todos os gols marcados da mesma forma passaram a ser chamados gols de peixinho, expressão usada até hoje.

Peixinho deixou o tricolor um ano após fazer o histórico gol, com destino a Ferroviária. Onde se tornou o quarto maior goleador da história desse clube, com 95 gols em 186 jogos. O jogador, depois, ainda atuou por Santos, Coritiba, Comercial de Ribeirão Preto, Bangu, Deportivo Itália da Venezuela e First Portuguese do Canadá.

CURIOSIDADES SOBRE PEIXINHO:

Em 17 anos de carreira, o ponta-direita nunca foi expulso de campo.

Hoje, Peixinho vive em Piracicaba, no interior do estado, onde mantém uma escolinha de futebol, formando novos “peixinhos”.

PS – 59 ANOS DO GOL HISTÓRICO

O SPFC Notícias tem grande honra em poder expressar e relembrar momentos históricos do nosso tricolor e ídolos.

Hoje, dia 2 de outubro de 2019, este gol, que ficará marcado para toda a história, não só do São Paulo mas do futebol por um todo, completa 59 anos e essa data não pode passar apenas em branco. Essa data tem de passar em VERMELHO, PRETO E BRANCO. Salve nação Tricolor, até a próxima!

https://www.youtube.com/watch?v=5ZT3c9nZD4Y

Foto: Divulgação

Leave your vote

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.