“Herói” Michel Bastos não se desespera por renovação

Com contrato até o fim do ano, jogador está tranquilo por acreditar que “ambos querem a mesma coisa”

Sendo muito regular desde que chegou ao São Paulo no meio de 2014, o meia Michel Bastos mostrou ainda mais seu valor na noite de ontem, ao fazer o gol que tirou a equipe tricolor do sufoco e isolou o time do Morumbi na segunda posição do Grupo 2 na Libertadores.

Em entrevista após o término do confronto vencido por 1 a 0, Michel disse que é importante os jogadores dentro de campo jamais desistirem de buscar o resultado mesmo em um cenário adverso:

“Você tem que acreditar até o último minuto. Tivemos também no segundo tempo a cabeçada na trave do Luis e apesar de eles terem marcado muito bem a gente conseguiu fazer o gol no final. Mas você tem sempre que acreditar, o jogo são os noventa minutos, não pode abaixar a cabeça e hoje foi um exemplo disso. Acreditamos e a prova foi que saímos com a vitória.”

Assim como foi comentado pelo M1TO em entrevista a beira do campo, Michel Bastos também falou sobre sua opinião referente as vaias que Ganso recebeu ao ser substituído e também em muitos momentos direcionadas ao lateral-esquerdo Carlinhos, que deu a assistência para o seu gol:

+ Visita ilustre ao CCT da Barra Funda

“O torcedor vai sempre cobrar e a gente tem que estar preparado para isso. Alguns jogadores hoje foram vaiados como amanhã pode ser o meu caso. Eu não espero isso, mas você tem que estar preparado para esse tipo de situação. Nós, jogadores, cada vez que estivermos em dificuldades, temos que mostrar dentro de campo que talvez não mereçamos essas vaias.”

Com relação a necessidade de estender seu vínculo com o clube, que está válido apenas até o fim da atual temporada, Michel demonstra tranquilidade apesar de querer que a situação seja resolvida em breve:

“Já foi falado que tanto a minha vontade como a do São Paulo é de prolongar o meu contrato, mas pelo fato de ambas as partes quererem a mesma coisa torna tudo mais fácil. A gente está dando tempo ao tempo por estarmos de acordo, querendo a mesma coisa. A gente ainda não botou no papel mas espero que isso aconteça o mais rápido possível.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *