in ,

Federação Paulista e Ministério Público avançam em acordo para retomar Paulistão

Após quase um mês sem a disputa do maior estadual do país, o governador João Doria confirmou que a competição poderá ser retomada no Estado de São Paulo - RODRIGO CORSI/FPF

Na noite desta quarta-feira, a Federação Paulista de Futebol e o Comitê de Crise Covid-19 do Ministério Público Estadual avançaram para chegar a um acordo para a volta do futebol em São Paulo

Uma das mudanças que devem ser implementadas é a obrigação de realização, nos dias dos jogos, de testes de detecção da Covid-19.

A nova versão será encaminhada nesta quinta ao MP, que, com base nela, avaliará se as razões que fundamentaram a recomendação de suspensão do futebol permanecem atuais. De todo modo, a liberação da atividade esportiva é decisão do Governo do Estado por meio de outro decreto.

Uma nova reunião está prevista para esta quinta-feira. Em caso de acordo, há expectativa de que partidas já sejam realizadas no sábado, desde que com concordância do governo estadual.

Nas últimas semanas, Federação Paulista e Ministério Público vinham trabalhando em modificações nos protocolos de controle da pandemia no futebol. O MP sugeriu, entre outras medidas, testes de Covid realizados uma hora antes de cada partida – sugestão que a Federação Paulista, inicialmente, achou difícil de ser aplicada.

Enquanto isso, a FPF esboçava uma tabela para a retomada do futebol, com jogos ainda nesta semana. Mas tudo dependia de uma sinalização positiva do MP e do governo estadual.

Uma outra questão que entrou em debate foi a possibilidade de levar ao Tribunal de Justiça Desportiva os atletas que infringirem as regras de isolamento estipuladas. Neste cenário, aconteceu o episódio envolvendo o atacante Luiz Adriano, do Palmeiras. Mesmo com resultado positivo para Covid, ele foi a um supermercado e atropelou uma pessoa na saída do local. Acabou multado pelo clube.

Foto: RODRIGO CORSI/FPF

O que achou?

Escrito por Natália Milreu