in ,

Fabão: “A gente viu que o Liverpool não era nenhum bicho de sete cabeças”

Em entrevista para a Fox Sports, o ex-zagueiro do Tricolor relembrou a final do Mundial de 2005, contra o Liverpool

Em 2005, o São Paulo fechou o ano cheio de conquistas, e um dos títulos daquele ano foi o Mundial. Dia inesquecível para os jogadores e todo torcedor são-paulino.

Em entrevista para o Fox Sports, o ex-zagueiro Fabão, defensor titular daquele time junto com Lugano e Edcarlos, relembrou a final contra o Liverpool e comentou em que momento a equipe viu que o adversário podia ser batido.

Segundo Fabão, o início do jogo foi bastante difícil para o São Paulo, mas após os 15 primeiros minutos, o Liverpool se mostrou bem menos do que aparentava.

Tanto que aos 27 minutos, Mineiro recebeu passe milimétrico de Aloísio Chulapa na entrada da área e tocou na saída de Pepe Reina para abrir o placar.

“No começo do jogo estava difícil para caramba, aí passaram 10 minutos, 15, e a gente viu que o time do Liverpool não era nada daquilo, nenhum bicho de sete cabeças. E esse time do São Paulo sempre foi um time muito à vontade, uma família. Saía um e o que entrava dava conta do recado. Éramos muito à vontade…acredito que teve mais vontade do São Paulo. Eles jogaram um futebol que sempre vinham jogando, mas nós não deixamos eles jogarem”, disse Fabão.

E completou: “O nosso time marcou para caramba, durante os 90 minutos marcamos o time do Liverpool. Eram praticamente duas seleções do mundo. Aquele foi o dia do São Paulo. Foi a melhor partida que o Rogério (Ceni) fez no São Paulo.”

Foto: Divulgação

Fonte: Fox Sports

O que achou?

Escrito por Natália Milreu