in , ,

Ex-São Paulo fala sobre passagem conturbada pelo clube

Sérgio Mota saiu das categorias de base do Tricolor, mas não conseguiu ter sucesso, e acabou se despontando no futebol chinês

O meia atuou nas categorias de base do São Paulo e da seleção brasileira. Hoje, ele brilha do outro lado do mundo, no futebol chinês. 

Mota vive seu melhor momento na carreira aos 30 anos. Atuando na segunda divisão do futebol do país, o meia marcou 15 gols em 2018 pelo Zhejiang Yiteng e se transferiu no ano passado para o Ghizou Hengfeng, clube em que balançou as redes mais 11 vez. 

O meia está bastante adaptado ao país e não pensa em voltar ao Brasil tão cedo. Ele tem carinho especial pelo São Paulo, clube que o projetou no futebol, e diz não guardar mágoa do clube, mas não esconde que acredita que o Tricolor queimou etapas com ele.

“Voltaria ao São Paulo, não tenho problema algum com o clube. Tenho gratidão, foi o São Paulo que me projetou. Na minha época o elenco era muito qualificado e com muitos jogadores experientes, talvez por isso a base não tinha muitas oportunidades. Tinha um relacionamento bom, mas era meio moleque, e aí não tínhamos muito diálogo”, lembrou. 

E completou: “Falei algumas vezes do suporte [que faltou no São Paulo], porém não tiro as responsabilidades que na época eu não tinha por ser imaturo, como levar as coisas mais a sério e ir atrás das oportunidades. “

Foto: Divulgação
Fonte: UOL Esporte 

O que achou?

Escrito por Natália Milreu