Escudo do São Paulo: como surgiu e a história do símbolo

Emblema é um dos mais longevos do futebol brasileiro e sofreu poucas mudanças ao longo da história

O escudo do São Paulo é um dos mais icônicos do futebol brasileiro e um dos poucos que sofreram raras alterações ao longo da história. Os elementos principais do símbolo jamais foram mudados e a essência do distintivo tricolor é mantida desde a fundação do clube, em 1930.

Origem

No ano em que o Soberano nasceu, o estilista alemão Walter Ostrich (popularmente conhecido pelo apelido “Oliver“) desenhou o escudo em um concurso, com a colaboração de Firmiano Morais Pinto Filho, um dos fundadores do São Paulo, no dia 26 de janeiro de 1930. Não existem relatos de um emblema semelhante em outros clubes anterior a esta data, o que fez o recém-criado símbolo servir de inspiração para escudos Brasil afora.

Coração de cinco pontas

O estatuto do São Paulo definiu os elementos do escudo em 2008. O clube também chama o símbolo, oficialmente, de “coração de cinco pontas”.

— O emblema é composto por um triângulo isósceles com o lado superior maior encimado por um retângulo, com altura equivalente a metade da lateral do triângulo, fundo preto e as letras SPFC, tipo mensageiro “courier”, em branco. No interior do triângulo acima descrito, uma faixa branca central com ¼ da lateral menor, ladeado por um triângulo escaleno vermelho e outro preto, nessa ordem — define o estatuto do São Paulo.

Ao longo de 93 anos de história, o escudo tricolor sofreu poucas alterações. A mais nítida foi a retirada dos pontos que separavam as iniciais “SPFC“, na década de 1980. As cores do São Paulo (vermelho, branco e preto) são originárias dos clubes que originaram o Soberano: o Club Athletico Paulistano (vermelho e branco) e Associação Atlética das Palmeiras (preto e branco). Segundo o estatuto oficial, as cores também remetem à bandeira do estado de São Paulo.

Estrelas

As estrelas que figuram no escudo não fazem parte do emblema como um todo. Mas, também de acordo com o estatuto de 2008, elas são insígnias que são sobrepostas ao símbolo como condecorações, além de marcarem presença em bandeiras.

Desde 1952, as estrelas douradas são adicionadas ao escudo como forma de representar títulos olímpicos ou mundiais do clube. A partir de 2000, estrelas vermelhas foram definidas como as representantes das conquistas mundiais ou intercontinentais do Tricolor.

As três estrelas vermelhas no escudo são-paulino representam o tricampeonato mundial conquistado pelo clube (1992, 1993 e 2005), enquanto as duas estrelas douradas homenageiam os recordes mundiais do salto triplo atingidos por Adhemar Ferreira da Silva em 1952 (Olimpíadas de Helsinque) e 1955 (Jogos Panamericanos).


Foto/Montagem: J.A.Leonardo
Fonte: Globo Esporte

Não perca nada sobre nosso São Paulo FC!
Siga o SPFC Notícias em nossas redes sociais: Instagram Twitter Facebook | Threads | Whatsapp


Leave your vote

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.