in , ,

Dos reforços de 2021, quatro já deixaram o clube

Miranda e benitez após jogo contra o Red Bull Bragantino. (Foto: Divulgação/ Twitter)

Dos oito jogadores contratados na temporada passada, apenas três foram protagonistas; veja balanço

Apesar dos problemas financeiros dos últimos anos, o São Paulo se reforçou com uma quantidade considerável de jogadores para a temporada 2021. Em um ano de altos e baixos, com direito a título do Paulistão e briga contra o rebaixamento no Brasileirão, o legado do mercado tricolor é baixo, já que quase metade dos atletas que chegaram neste ano já saíram do clube.

Ao todo, São Paulo contratou nove reforços para 2021. Deste grupo, Martín Benítez, William, Orejuela e Bruno Rodrigues já deixaram o Morumbi. O último dos citados saiu do Tricolor ainda no mês de julho, rescindindo o contrato depois de poucas oportunidades sob o comando de Hernán Crespo.

Do quarteto, Benítez foi quem entrou em campo mais vezes. Eleito o melhor jogador do Paulistão, no título que quebrou um jejum de oito anos do clube, o argentino perdeu espaço durante a temporada e sofreu com problemas físicos. O camisa 8 fez 42 jogos, 20 deles como titular.

Já William e Orejuela viveram uma temporada de poucos minutos com a camisa do São Paulo. O volante, que passou por uma artroscopia, entrou em campo nove vezes. O lateral, anunciado semana passada pelo Grêmio, fez 15 partidas com a camisa tricolor.

Além do quarteto, que já se despediu do clube, o São Paulo procurou Eder para rescindir o contrato.

Contratado como esperança de protagonismo no ataque, o veterano de 35 anos também sofreu com problemas físicos e atuou em 29 confrontos, sendo 13 vezes titular. O camisa 23 anotou cinco gols.

A saída de Eder, contudo, se desenha como algo complicado. O São Paulo tem dívidas em relação a direitos de imagem e luvas, além do contrato até o fim de 2022. O jogador, apesar de procurado para entrar em um acordo, quer se recuperar na próxima temporada.

Os outros quatro reforços de 2021 estão confirmados no elenco para 2022, e três deles com papel de protagonista desde a chegada: Miranda, Emiliano Rigoni e Jonathan Calleri.

Miranda e Calleri, de passagens anteriores de sucesso, chegaram como soluções para os setores defensivo e ofensivo, respectivamente. O zagueiro foi um dos destaques do título paulista e até chamado à seleção, mas também oscilou junto com o time no Brasileirão.

Já o centroavante argentino, último reforço da temporada, apresentado já em setembro, anotou gols importantes na briga contra o rebaixamento. Foram cinco em 16 partidas com a camisa do São Paulo.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara