Domingo, o dia do reencontro

Pela primeira vez, Diego Souza irá reencontra o Sport e já avisou, que se fizer gol neste domingo não irá comemorar

Com uma passagem muito boa pelo Sport, Diego Souza, que usava a camisa 87 no clube do Recife (referência ao título brasileiro que gera muita discussão com flamenguistas), o jogador ainda usa o número em suas redes sociais. Mesmo depois que saiu do Sport, Diego Souza não se desfez do número que carregou nas costas durante as duas passagens que teve pelo Leão.

A relação jogador x clube foi e podemos dizer que é ainda, muito forte, mas vai ganhar contornos diferentes a partir das 16h do próximo domingo, quando Diego Souza voltará à Ilha do Retiro, agra, defendendo o São Paulo e jogando contra seu ex-clube, este que enfrentará pela primeira vez.

Diego chegou ao clube em 2014 ao lado do meia Ibson e foi recepcionado com uma grande festa no Aeroporto dos Guararapes. Daquele dia até o início de janeiro deste ano, a história do “DS87” com o Leão teve gols, golaços, amor, ódio e apenas um título: o Pernambucano de 2017.

Em 2015, Diego Souza liderou o Sport na segunda melhor campanha do clube pernambucano na história da Série A (a melhor oi o título de 87), o Leão terminou na sexta colocação. Já no começo de 2016, ele deixou o Leão para acertar com o Fluminense, mas em março do mesmo ano, ele voltou. E, novamente, foi recebido com muita festa. O Aeroporto dos Guararapes foi novamente tomado por torcedores.

Pelo Sport, Diego Souza foi artilheiro da Série A de 2016 com 14 gols, e ajudou a equipe rubro-negra a se livrar do rebaixamento.

Mas nem tudo foram flores na passagem de Diego Souza pelo Sport. O ano de 2017 também marcou uma série de atritos entre Diego e a torcida, que o criticou em alguns jogos da Série A. O meia também chegou a disparar contra a diretoria logo depois das negociações com o Palmeiras não darem certo.

No ápice dos desentendimentos com torcedores, Diego xingou os rubro-negros das arquibancadas após expulsão precoce contra o Vasco, em jogo que era importante na luta do Leão contra o rebaixamento.

Caso Diego Souza marque contra o Sport na Ilha do Retiro, ele avisou que não vai comemorar. Assim como o Vasco, o Leão é um clube que marcou a carreira dele. Diego se diz torcedor dos dois times.

“Tem duas equipes que eu jogando na casa deles não comemoro gol. Vou procurar fazer o gol, mas comemorar não. Que é contra o Vasco e contra o Sport. Fora isso é alegria total em qualquer estádio que eu jogar”, declarou o camisa 9.

O Tricolor defende a liderança do Brasileirão neste domingo, diante do Sport, na Ilha do Retiro.

FOTO: Marcelo Hazan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *