in ,

Diniz ressalta atitudes de Daniel Alves: “Ele é um ser coletivo e gosta de ser assim”

Camisa 10 foi um dos melhores jogadores do Tricolor na goleada sobre o Oeste, em Barueri, e marcou dois gols 

Daniel Alves fez dois gols e um dos melhores jogadores em campo na goleada de 4 x 0 sobre o Oeste, neste sábado. Mas há outro tipo de contribuição do astro que ainda fica escondida diante da artilharia na temporada.

Diniz fez questão de contar um pouco do dia a dia do jogador no Tricolor durante a entrevista coletiva. Para o comandante, o craque poderia se acomodar diante da carreira vitoriosa e ser mais individualista. Só que a realidade é totalmente oposta. 

“Vocês não estão em nosso convívio, então não têm ideia da maioria das coisas que acontecem. Daniel tem um currículo que justificaria um comportamento diferente, mas ele continua do mesmo jeito, com o mesmo desejo de ganhar. Ele tem uma consciência ímpar e gosta de fazer com que os outros joguem bem. Ele joga bem e proporciona que os outros também joguem bem“, salientou o treinador. 

E completou: “Ele é um ser coletivo e gosta de ser assim. Nas refeições, é o último a sair da mesa. Nos treinos, um dos primeiros a chegar no CT. Ele cuida da alimentação, cuida do corpo e sempre diz que só conseguiu o que conseguiu porque se cuidava assim. Ele não é um talento puro. Ele é esse esforço. Ele faz muita coisa e é muito difícil ver um jogador na condição dele agindo assim todos os dias. A presença dele ajuda demais.”

Daniel Alves é um dos jogadores que mais correm na equipe do Tricolor. O camisa 10 é quem mais rouba bolas no campo de ataque e ainda aparece na defesa para ajudar os zagueiros. Quando faz um gol, corre para agradecer quem deu o passe. Se alguém está mal, tenta motivar ainda durante o jogo. E há ainda casos de bastidores em que o jogador poderia não jogar por problemas musculares, mas quis dar o exemplo e foi para as partidas. 

Foto: Reprodução vídeo
Fonte: UOL Esporte

O que achou?

Escrito por Natália Milreu