in ,

Diniz reforça cautela no trabalho

Diniz - Staff Images / CONMEBOL

Mesmo com a liderança, boa vantagem para o segundo colocado e um bom futebol, Diniz prega cautela com seus jogadores para o restante do campeonato

O treinador diz acreditar ser impossível atingir o ideal no futebol. Diniz destaca a necessidade constante de corrigir os erros cometidos em campo.

“Nunca se chega no ideal, quando chega ao ideal é porque está pronto para começar a abaixar. É sempre um dia após o outro. Hoje [ontem], a gente fez um primeiro tempo que foi um dos melhores desde que estou aqui. A gente imprimiu um ritmo em uma velocidade muito grande, com troca de passes. A gente não cedeu nenhum contra-ataque para o Botafogo. A gente caiu e oscilou para baixo. O ideal é melhorar sempre, a gente buscar o que precisa corrigir no time. E a gente vai fazer isso”, disse o comandante ao fim do jogo. 

O São Paulo ostenta números importantes na atual edição do Campeonato Brasileiro:

  • 50 pontos conquistados, o time tem sete de vantagem para o Atlético-MG, segundo colocado.
  • Melhor defesa do torneio, com 20 gols sofridos — número idêntico ao do Grêmio.
  • Já são três partidas consecutivas sem sofrer gols.
  • Segundo melhor ataque, com 42 gols anotados, um a menos que o do Galo.

Com todas as estatísticas favoráveis, a animação é inevitável até no CT da Barra Funda, mas Diniz tem o que considera ser essencial para evitar que a empolgação atrapalhe a caminhada da equipe na luta pelo título do principal torneio nacional.

Não tem muito segredo em relação a isso. É encarar cada jogo como se fosse uma final. A gente tem uma final no domingo contra o Corinthians. É saber trabalhar, saber descansar e colocar toda a nossa energia a favor do time para que a gente consiga bons resultados. Não tem mágica e motivo nenhum para empolgação. O campeonato tem muitos jogos pela frente. A gente tem outros concorrentes brigando pelo título. A gente tem que seguir o que precisa para aumentar a nossa chance de ter êxito”, concluiu.

O São Paulo entra em campo neste domingo, às 18h15, fora de casa contra o Corinthians.

Foto: Staff Images / CONMEBOL

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara