in ,

Diniz faz o que falou e Tricolor começa a produzir mais que Fluminense

Nesta segunda-feira, o São Paulo fez um bom jogo contra o Novorizontino, e a vitória não saiu por conta do juiz, que prejudicou, e muito, a equipe de Diniz

Diniz declarou no ano passado, na derrota para o Grêmio, que a equipe ainda precisa de tempo para mostrar mais a cara dele no estilo de jogo. 

“Eu acho que o São Paulo tem a minha cara em muitos jogos, se você relativizar o tempo em que estou no São Paulo. Se eu ficar aqui oito meses, é um time que vai jogar melhor do que o Fluminense no sentido tático, isso é seguro”, avaliou. 

A comparação com um time que brigou contra o rebaixamento durante quase todo o torneio nacional incomodou, mas tinha claro sentido na parte boa do que foi sua passagem pelo clube carioca, já que era uma equipe que prezava o jogo ofensivo e chegava muitas vezes à meta adversária, algo que, no São Paulo, aconteceu principalmente nos jogos realizados no Morumbi.

Somadas, as atuações contra Água Santa e Novorizontino tiveram 54 chutes a gol do Tricolor, com 14 acertos. Para se ter uma ideia, no Brasileiro do ano passado a média apresentada pelo clube do Morumbi foi de 12 chutes a gol por jogo apenas. No Paulista, até aqui, são 20 por partida.

A expectativa agora é para saber a melhora que o São Paulo terá neste mês de fevereiro. Sem jogos marcados para os “meios” das semanas, o Tricolor ficará com quatro semanas “cheias” de trabalho antes da estreia na Copa Libertadores da América, principal objetivo da temporada. A partida será disputada no dia 05/03, às 23h (de Brasília), contra o Escuela Municipal Binacional, do Peru, no Estádio Guillermo Briceño Rosamedina.

Foto: Marcelo Hazan
Fonte: Goal.com

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara