Diniz fala sobre torcida, Antony e Daniel Alves

Diniz conquistou a sua primeira vitória no comando do Tricolor ao vencer o Fortaleza por 2 x 1

O São Paulo bateu o Fortaleza por 2 a 1 na tarde de sábado, no Pacaembu. Diniz comentou sobre a torcida tricolor, que compareceu em bom número no Pacaembu e fez festa até os minutos finais da partida, Antony e Daniel Alves, veja abaixo.

TORCIDA

“Quero cada vez mais dar alegria ao torcedor. Me sinto muito honrado. Considero o São Paulo um dos maiores clubes do mundo. Estar aqui é um sonho. Tudo funciona. Estafe maravilhoso, instalações que te oferecem todo potencial para trabalhar. Os jogadores estão querendo. A torcida que está ansiosa para viver grandes momentos como em seu passado, vamos fazer de tudo para que isso possa acontecer novamente

ANTONY

“Só perde o gol quem está lá. Ele continuou insistindo. Não saiu, estava cansado, é o jogador com mais individualidade do nosso time. Foi muito importante para conseguir a vitória, foi importante no Maracanã. É um talento muito grande. Às vezes é mais cobrado porque se espera muito dele. E tem de esperar mesmo. É um jogador com potencial gigante.”

DANIEL ALVES 

“O Daniel Alves taticamente é isso mesmo, a gente trabalha para que ele e o Hernanes peguem muitas vezes na bola. Quem tem qualidade temos de fazer tudo estarem mais perto da bola e para jogarem mais. Depois ele foi para a posição dele, onde é o melhor do mundo na minha opinião. Contribuiu na liderança, ao abraçar o Antony, para poder dar confiança. O Antony foi fundamental. Ele ajuda muito em outras coisas que aparentemente não tem a ver com a parte tática e técnica. Ele é uma referência não só para o São Paulo, mas para o futebol brasileiro.”

RETORNO DE PATO E DESFALQUES PARA AS PRÓXIMAS RODADAS

“O Daniel Alves taticamente é isso mesmo, a gente trabalha para que ele e o Hernanes peguem muitas vezes na bola. Quem tem qualidade temos de fazer tudo estarem mais perto da bola e para jogarem mais. Depois ele foi para a posição dele, onde é o melhor do mundo na minha opinião. Contribuiu na liderança, ao abraçar o Antony, para poder dar confiança. O Antony foi fundamental. Ele ajuda muito em outras coisas que aparentemente não tem a ver com a parte tática e técnica. Ele é uma referência não só para o São Paulo, mas para o futebol brasileiro.”

Foto: Reprodução 
Fonte: Globoesporte.com