in ,

Diniz fala sobre saída de Pato

Fernando Diniz

Técnico reforçou que quem está insatisfeito no São Paulo, tem que sair mesmo; versão de que Pato pediu rescisão foi contestada pelo jogador, que disse que não queria sair do clube

Fernando Diniz disse que não foi o responsável pela saída Pato do São Paulo, concretizada na última quarta-feira. Segundo o técnico, o jogador procurou a diretoria e pediu para rescindir o contrato após ser sacado do time.

“Eu não pedi o afastamento do Pato, simplesmente achei que tinham melhores jogadores para iniciar o campeonato, fiz uma mudança. Não ia mudar todo mundo, o time estava sendo elogiado antes da pandemia, então não ia tirar todos os jogadores por conta da maneira como a gente voltou. A gente foi trabalhando e achei adequado colocar um outro jogador. Acho que o Pato ficou insatisfeito e foi iniciativa dele pedir a rescisão contratual”, disse. 

Além de dizer que não causou a saída de Pato, Diniz emendou:

“Ao contrário, acho que fui bastante responsável pela melhora que o Pato teve no primeiro semestre. Desde quando ele chegou no São Paulo nessa volta, provavelmente foi o melhor momento dele, ajustou bastante”, falou. 

O técnico do São Paulo disse que Everton e Anderson Martins, outros atletas que deixaram o clube nos últimos dias, também quiseram sair:

“A troca (de Everton por Luciano) aconteceu por iniciativa do próprio Everton, que quis sair, assim como o Pato, assim como o Anderson Martins. Os jogadores que estão no São Paulo, um time desse tamanho, e estão insatisfeitos, querem sair, eu acho que têm que sair mesmo. A gente tem que trabalhar com quem quer ficar, com quem quer melhorar, com quem quer trabalhar para fazer o time vencer nesse momento”, finalizou. 

Foto: Divulgação
Fonte: LANCE!

O que achou?

Escrito por Natália Milreu