Diniz: “Acho que poderíamos ter saído com um placar maior”

Treinador falou sobre o desempenho do Tricolor no Majestoso deste domingo, e ressaltou que o placar podia ter sido mais elástico do que 1 x 0

São Paulo venceu o Corinthians por 1 x 0 neste domingo, no Morumbi, pelo Brasileirão.

Diniz avaliou a atuação do Tricolor como positiva. Mais do que isso: o comandante acha que o placar poderia ter sido mais folgado contra o rival. Veja os pontos importantes da entrevista coletiva do treinador:

SOBRE O CLÁSSICO

“Temos que valorizar o que o São Paulo fez. O placar poderia ter sido, pelo menos, 2 a 0 para o São Paulo. A gente não sofreu em nenhum momento. Soubemos controlar o Corinthians com a posse, evitando o contra-ataque e a bola parada. Acho que poderíamos ter saído com um placar maior, muito pelo mérito do São Paulo que soube jogar contra o Corinthians. Aproveitar a oportunidade para agradecer o apoio do torcedor, que fez diferença. Espero que a gente consiga trazer mais alegrias.”

“Tínhamos que tomar cuidado com os contra-ataques do Corinthians. Na tentativa de se preservar muito, nos arriscamos menos do que deveria. No segundo tempo ajustamos para ser um time mais agressivo com a posse, que a gente tinha treinado. Não teve nada de surpresa no jogo. A gente tinha mais condição de atacar a primeira linha de volante deles, jogar atrás da linha e explorar os lados. No segundo tempo conseguimos fazer isso. A gente procurou retomar a bola antes. O São Paulo mereceu a vitória.”

IMAGINAVA COMEÇAR BEM NO SÃO PAULO?

“Eu imaginava, sim, começar bem no São Paulo. Um time desse tamanho, com os jogadores que tem, a estrutura que tem, o staff que tem. O São Paulo tem uma estrutura muito boa. O staff, em todos os setores, é um lugar diferente para se trabalhar. Além do material humano ser de excelentes profissionais, são todos muitos generosos. A parte da segurança, departamento médico, assessoria de imprensa e o próprio presidente, trata todos pelo nome. O São Paulo merece viver dias melhores.”

LUAN 

“O Luan está crescendo cada vez mais, assim como outros jogadores jovens. Está cada vez mais maduro, acreditando no seu potencial. Além de ter muita força física para marcar e ocupar espaço na defesa, é um jogador que tem boa técnica. Futuro promissor.”

HERNANES E IGOR GOMES 

“Eu acho que o Igor Gomes é um dos titulares, não considero ele reserva, está sempre pronto para sair de titular. O Hernanes é um jogador que tem uma história muito grande no clube, teve uma série de problemas no seu retorno e está crescendo jogo a jogo. Ele fez um grande primeiro tempo contra o Bahia e hoje contribuiu. A tendência é que todos cresçam. Hoje, praticamente, ninguém falou das ausências que era para o time sentir. Temos muita gente boa para jogar.”

“O São Paulo pode chegar muito longe, temos que pensar sempre no melhor. É trabalhar treino a treino, jogo a jogo, mas o São Paulo sempre vai entrar para vencer o jogo. A postura do time vai ser sempre agressiva, encarando o adversário de peito aberto. Acredito que essa equipe tem muito para evoluir em termos de qualidade de jogo e pontuação no campeonato.”

EVOLUÇÃO DA EQUIPE

“O caminho para percorrer é sempre longo, nunca termina. Os jogadores estão tentando sempre atingir seu limite máximo. Um jogo muito simbólico foi contra o Flamengo. A gente praticamente não treinou, e os jogadores mostraram que têm muito recurso. Nós, trabalhando juntos, a tendência é sempre melhor, não temos limites para melhorar. O futebol, às vezes, se confunde com a minha própria vida. Temos que fazer o melhor possível. Todos os dias que vamos lá treinar é um dia sagrado para fazermos o melhor e colher coisas boas.”

Foto: Reprodução TV
Fonte: Globoesporte.com