in ,

Crespo fala sobre lesões: “Jogadores não são robôs”

Hernán Crespo. (Foto: Divulgação)

O técnico Hernán Crespo teve mais uma baixa na última quarta-feira, contra o Vasco, pelas oitavas de final da Copa do Brasil

Arboleda sentiu a região posterior da coxa direita no fim do primeiro tempo e teve de ser substituído por Bruno Alves, se juntando a uma extensa lista de atletas que se tornaram desfalque recentemente.

O treinador do São Paulo sabe que o que vem ocorrendo no clube não é normal. Em meio a tantas lesões, Crespo adota um discurso sereno para poder contornar a situação bastante incômoda, consequência do apertado calendário do futebol brasileiro.

O calendário é muito apertado. A sucessão de jogosos jogadores não são robôs. Vamos completar um ano sem descanso, falei com eles, haverá um ano e meio sem descanso. Ao mesmo tempo queremos ser competitivos, somos um dos poucos times que estão lutando em três competições diferentes. Temos que continuar”, disse Crespo.

Nesta quarta-feira, o São Paulo foi a campo com algumas novidades. Orejuela substituiu Igor Vinícius na lateral direita, Reinaldo voltou à lateral esquerda, enquanto Igor Gomes e Rodrigo Nestor foram titulares no meio-campo, além de Pablo no ataque. Mas, as escolhas não se limitaram a preferências técnicas.

“Montamos nossa escalação com muitos dados, não só por capacidade técnica. Levamos em consideração a recuperação dos atletas, lesões, possíveis lesões. É um trabalho que vai muito além do que pensar quem é o melhor em cada posição. Acredito que, se tenho que pensar no trabalho que estamos fazendo, então se tivéssemos alguns pontos a mais no Brasileirão, seria um ano perfeito até aqui”, concluiu.

O Tricolor volta a campo neste sábado, às 19h, no Morumbi, contra o Palmeiras, pelo Brasileirão.

Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara