in ,

Conselheiro diz que se “Leco estive solto”, dívida do São Paulo seria muito maior

A atual dívida do São Paulo está próxima de alcançar a casa dos R$ 600 milhões. Segundo Denis Ormrod, as atuações de conselheiros da oposição foram responsáveis por frear os gastos exagerados no clube

Em entrevista em uma live com o jornalista Jorge Nicola, o Denis Ormrod acusou graves problemas na atual administração do presidente Leco.

A situação financeira do São Paulo é preocupante e causa muita discussão em um clube que, no passado, era considerado um modelo de gestão no futebol brasileiro. 

O grupo de oposição ainda contesta as comissões pagas pelo clube nas contratações de atletas. Outro conselheiro de oposição, Jaime Franco apresentou os números. “Com o Daniel Alves foi gasto R$ 6,5 milhões em comissão. E ainda teve o Tiago Volpi, com R$ 5,6 milhões, a negociação do Hernanes foi de R$ 5,5 milhões, a do Pato foi de R$ 4,04 milhões e a do Tchê Tchê foi de R$ 3,3 milhões”, disse.

Em função da pandemia, o São Paulo planeja um déficit na casa de R$ 200 milhões na temporada 2020. “O São Paulo deve salários e vai ficar devendo um tempo”, comentou Jaime Franco.

Foto: Divulgação
Fonte: Terra.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu