in ,

Conmebol repassa R$ 353 milhões aos clubes associados para minimizar crise pelo coronavírus

A Conmebol distribuiu US$ 65 milhões (R$ 353 milhões) para os clubes que disputam a Copa Libertadores e a Sul-Americana em 2020

Além dos outros US$ 65 milhões (R$ 353 milhões)  distribuídos para os clubes, outros US$ 14 milhões (R$ 76 milhões) foram enviados para as federações associadas devido à crise econômica causada pela paralisação do futebol por causa da pandemia do coronavírus.

“Na Conmebol, ficamos em casa, mas continuamos trabalhando para o futebol sul-americano”, disse o presidente da entidade, Alejandro Domínguez, citando as medidas que foram tomadas para aliviar a crise causada pela crise da pandemia.

A Copa Libertadores estava em plena disputa da fase de grupos quando precisou ser suspensa em meados de março, enquanto a Copa Sul-Americana já havia completado sua primeira rodada e a segunda jornada estava marcada para meados de maio. Em conjunto com a Fifa, a Conmebol também disponibilizou para suas 10 associações a soma de US$ 14 milhões para pagamento de salários.

“A saúde e a vida humana são uma prioridade neste momento de pandemia. O futebol deve esperar. Para que quando volte, possamos estar saudáveis e todos juntos”, disse Domínguez. Por meio de sua comissão médica e dos profissionais de suas associações, a Conmebol desenvolveu um protocolo médico para a prevenção da covid-19, respeitando as medidas sanitárias, com vistas à retomada do futebol na América do Sul. Mas ainda não há sinalização de quando essas partidas vão começar.

LEIA TAMBÉM:

+ Recordes da Copa Libertadores
O São Paulo na Libertadores

A Conmebol, tampouco, aponta a retomada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Catar, marcada para 2022. A paralisação do futebol ocorreu dias antes de os primeiros jogos serem realizados. 

Fonte: Estadao
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara