in ,

Com excesso de contusões, demissões podem ocorrer

Julio casares e Hernán Crespo no Allianz Parque. (Foto: Divulgação)

Segundo Cosme Rímoli, Casares e Crespo estão revoltados com as inúmeras contusões, querem saber onde está a falha e prometem acabar com ela

O São Paulo teve 12 jogadores contundidos desde o final do Campeonato Paulista, são eles:  Daniel Alves, Miranda, Bruno Alves, Leo Pelé, Luan, William, Gabriel Sara, Rodrigo Nestor, Benitez, Rigoni, Luciano e Eder.

Ocupando o 14º lugar no Brasileiro, com 11 pontos em 33 disputados, o título, que era um sonho, já começa a ficar distante. Pior, o risco de jogar a outra categoria chegou a assombrar. Isso pode-se colocar na conta do DM, que não consegue dar um fim nas lesões musculares do atletas. Crespo está totalmente preocupado.

A situação é crítica em 360 graus, ninguém falou o contrário, que era fácil. É muito difícil, mas muito. Mas acreditamos no trabalho, na gente, e vamos pensar o próximo jogo para tentar sair da situação difícil e conquistar a vaga nas quartas sem pensar em aspectos negativos”, disse o técnico Hernán Crespo.

O presidente Julio Casares sabe bem o quanto vale a classificação do São Paulo para as fases agudas da Libertadores e uma boa campanha no Brasileiro. E está farto de tantas contusões.

Até mesmo os atletas que estão bem fisicamente se preocupam, como é o caso de Benítez.

O presidente e o treinador querem chegar à conclusão o que está errado. O argentino não aceita mais ficar sem peças importantes, lesionadas.

Eles irão se reunir com o departamento médico, com o departamento físico, de fisiologia e fisioterapia, para entender onde está a falha. O clima é pesado, de cobrança.

O preparador físico Alejandro Kohan está mais irritado do que o próprio Crespo e Casares.

Kohan e Crespo passam por sondagens mas Diretoria está tranquila por  permanência – 🔴⚪⚫saopaulo.blog

Demissões surpreendentes podem acontecer.

Fonte: Cosme Rímoli
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara