in , ,

Com Crespo, São Paulo chega a 27 argentinos em sua história

O argentino Hernán Crespo foi apresentado e é oficialmente o novo treinador do São Paulo, com isso, o Tricolor chega a 27 argentinos em sua história

Me arrisco a dizer que Jose Poy foi o principal argentino que vestiu a camisa do São Paulo. Vindo do Rosario Central, Poy foi um dos principais goleiros que o Tricolor teve.

Fora dos gramados, o argentino teve grande importância para o clube do qual é ídolo. Na época da construção do Morumbi, ele ajudou a vender títulos de cadeira cativa, a principal fonte de renda para a obra até 1968.

Crespo fala sobre a expectativa de dirigir o São Paulo

Encerrou a carreira em 1962 para se tornar treinador. Dirigiu o próprio São Paulo onde foi campeão paulista em 1975, vice-brasileiro em 1971 e em 1973, vice da Libertadores em 1974 e vice paulista em 1982. 

Veja abaixo os 27 hermanos que já vestiram a camisa do Tricolor:

Antonio Sastre – O meia argentino disputou 129 jogos e marcou 56 gols entre os anos de 1943 e 1946 no São Paulo. Foi tricampeão paulista em 1943, 1945 e 1946.

José Poy – Foi goleiro da equipe de 1948 até 1962, treinou a equipe em diversas oportunidades. O argentino comandou o Tricolor em 1964 e 1965, depois em 1971, em 1972, de 1973 a 1976 e, por fim, de 1982 a 1983, sendo o último da lista a ganhar um título, o Paulista de 1975.

Elmo Bovio – O atacante argentino jogou no São Paulo em 1950. Foram 28 jogos disputados e 22 gols marcados.

César González – Lateral-direito, jogou apenas quatro partidas pelo São Paulo, com um gol marcado, nos anos de 1950 e 1951.

Gustavo Albella – Depois de passar por Banfield e Boca Juniors, o atacante argentino chegou ao São Paulo em 1952. Fez 80 jogos, com 46 gols, vencendo o Paulistão de 1953.

Eduardo Di Loreto – O atacante chegou ao São Paulo em 1952, mas saiu da equipe sem disputar nenhuma partida.

Nicolás Moreno – O jogador disputou 37 jogos e marcou sete gols durante sua passagem pelo São Paulo entre os anos de 1952 e 1953.

Jim López – O treinador foi mais um dos argentinos que comandou o São Paulo. Foram duas passagens pelo Tricolor, uma em 1953 e 1954 e a outra em 1965.

Rinaldo Martino – Atacante, ele fez cinco jogos e marcou um gol no ano de 1953 pelo São Paulo. É um dos ídolos do San Lorenzo, da Argentina.

Juan Negri – Mais um atacante, o argentino jogou pelo São Paulo entre 1953 e 1955. Fez 74 jogos e marcou 18 gols pelo Tricolor.

Alfredo Runzer – O atacante argentino jogou pelo São Paulo em 1954, com sete jogos disputados, mas nenhum gol marcado.

Luís Carlos Bonelli – O goleiro (agachado na foto), atuou pelo São paulo em 1956 e 1957. Fez 52 jogos com a camisa do Tricolor.

Beraza – Outro atacante argentino na história do São Paulo, Beraza jogou no clube entre 1956 e 1957, marcando nove gols em dez partidas.

Armando Federico Renganeschi – Argentino, jogou e treinou o São Paulo. Como treinador, atuou em 1958 e 1959.

Pedro Prospitti – Atacante, jogou pelo São Paulo em 1966, mas fez apenas quatro partidas sem nenhum gol marcado.

Horacio Ameli – O zagueiro jogou no São Paulo em 2001. Fez 15 jogos em marcou um gol durante sua trajetória no Tricolor.

Adrián González – Lateral-direito, jogou no São Paulo em 2009 e 2010. Realizou nove partidas sem marcar gols.

Cañete – O meia teve contrato com o São Paulo de 2011 a 2014, mas nesse período foi emprestado para diversos clubes. Teve 23 jogos e apenas um gol marcado.

Clemente Rodríguez – Chegou ao São Paulo em 2013, vindo do Boca Juniors, onde foi tricampeão da Libertadores. Porém, fez apenas três jogos no Tricolor até ser afastado.

Edgardo Bauza – Contratado no final de 2015, o argentino deixou o clube após receber um convite da seleção da Argentina. O treinador saiu com moral após levar o time à semifinal da Libertadores daquele ano, sendo eliminado pelo campeão da edição, o Atlético Nacional.

Centurión – O ponta esquerda jogou no São Paulo entre 2015 e 2016. Envolvido em muitas polêmicas, fez 81 jogos e oito gols pelo clube.

Calleri – Reverenciado pela torcida, que pede a sua volta até hoje, o atacante jogou em 2016 pelo clube. Fez 31 jogos e marcou 16 gols.

Andrés Chávez – O atacante fez parte do elenco do São Paulo entre 2016 e 2017. Jogou 35 jogos e marcou 12 gols pelo clube do Morumbi.

Julio Buffarini – O lateral-direito chegou ao São Paulo em 2016 e ficou até o ano seguinte na equipe. Disputou 40 jogos pelo Tricolor e hoje está no Boca Juniors.

Lucas Pratto – O atacante jogou pelo São Paulo em 2017, com uma boa passagem. Fez 14 gols em 48 partidas. Hoje, está no River Plate.

Jonatan Gómez – O meia ficou no São Paulo entre 2017 e 2019. Jogou 15 partidas, sem marcar gols. Nesse período, chegou ao Al-Fahya (EAU) e CSA.

Hernán Crespo – Ex-atacante, o argentino fechou contrato para ser o novo técnico do São Paulo por duas temporadas. Sua estreia deve acontecer no Paulistão, dia 28 de fevereiro, contra o Botafogo-SP.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara