Com Aidar na arquibancada, garotada avança no Sub-17

Jovens de Cotia venceram o Vasco no Morumbi quando os pênaltis pareciam uma certeza

Se algum jogador do Sub-17 do São Paulo ainda não tinha experimentado a tensão de uma partida eliminatória no Morumbi, ainda mais sob os olhares atentos do presidente Carlos Miguel Aidar, teve a chance na noite de hoje, diante do Vasco, em partida da Copa do Brasil da categoria. Em um jogo aberto e com chances para os dois lados, os donos da casa se deram melhor e venceram por 2 a 1.

Depois os dez primeiros minutos onde o Vasco se comportou melhor, principalmente nas jogadas ofensivas, o tricolor acalmou os ânimos e, com uma maior atuação de marcação do volante Luiz Gustavo, o time cresceu de produção. Apesar do crescimento, o primeiro tento do jogo saiu de uma jogada ensaiada.

Após cobrança de falta próximo a grande área, o lateral-direito Mateus Viveiros cruzou para a finalização tranquila do lateral-esquerdo Caíque, abrindo o placar.

+ Alejandro Sabella pede até o dia 17 para dar resposta ao clube

Quando parecia que o jogo permaneceria tranquilo para os anfitriões, o tiem carioca aproveitou a fragilidade da bola aérea defensiva do São Paulo para deixar tudo igual. Rodrigo fez o cruzamento na grande e, com a falha de marcação de Mateus Viveiros, Hugo cabeceou no contra-pé de Lucas Paes, 1 a 1.

A partir daí e durante boa parte do segundo tempo, a partida foi um verdadeiro lá e cá de muita correria e pouca técnica, mostrando um grande nervosismo e individualismo de ambos os lados. E foi novamente a bola parada são-paulina que deu o gol que livrou a equipe dos pênaltis.

Aos 39 minutos, em falta cobrada na ponta direita do ataque, o zagueiro Éder Militão testou firme na primeira trave, não dando chances ao arqueiro João Pedro e fechando o placar no Cícero Pompeu de Toledo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *