in ,

Cinco suspeitos de ataque ao ônibus do São Paulo são soltos por ordem da Justiça

Cinco suspeitos de ataque ao ônibus do São Paulo são soltos por ordem da Justiça

José Fernando Steinberg, o juiz que cuida do caso do ataque ao ônibus do São Paulo no dia 23 de janeiro, mandou soltar mais cinco suspeitos

O ônibus do São Paulo sofreu um ataque no dia 23 de janeiro, enquanto estava indo para o Morumbi, enfrentar o Coritiba, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. 14 suspeitos foram presos com bombas caseiras do estilo morteiro, pedras e pedaços de madeira. 

Nenhum jogador ou integrante da comissão técnica se machucou, porém, os jogadores chegaram ao estádio revoltados com o que tinha acontecido, o goleiro Tiago Volpi era o mais alterado por conta do ocorrido. A suspeita é de que alguém do clube revelou a rota que o ônibus iria fazer para os “torcedores”. 

LEIA MAIS
“Ô Volpi, ta de brincadeira”, diz Amoroso em sua rede social
Desfalques e pendurados para o confronto contra o Ceará
Ídolo lidera lista de saídas do São Paulo

José Fernando Steinberg, o juiz que cuida do caso do ataque ao ônibus do São Paulo mandou soltar cinco suspeitos por um pedido do Ministério Público, que aceitou que os acusados respondam o processo em liberdade. Eles terão que se apresentar a cada 30 dias à Justiça e estão proibidos de frequentar estádios, além de serem obrigados a estar em casa entre 22h e 6h (de Brasília).

Nove suspeitos dos 14 já haviam sido liberados. O Ministério Público fez uma denúncia contra todos eles, mas ainda não recebeu retorno da Justiça. 

Foto: Divulgação
Fonte: Bolavip Brasil

O que achou?

Escrito por Natália Milreu