Breno impressiona e empolga Muricy

Hoje, segunda-feira 12 de janeiro, Breno completa uma semana de trabalhos, desde que voltou ao Brasil após cumprir dois anos de prisão na Alemanha, por ter incenciado sua própria casa.

Esse curto período já foi o suficiente para animar comissão técnica e diretoria do Tricolor que ficaram impressionados com sua dedicação e força de vontade que, inclusive, já lhe rendeu o primeiro aumento salarial por alcançar um novo estágio da recuperação.

Breno já treina junto com os demais jogadores do time e seu salário foi ajustado para R$ 30 mil. Esse valor ainda pode ser aumentado quando o zagueiro voltar a ser relacionado para os jogos. Quando isso ocorrer, seu contrato, que se encerra em outubro desse ano, deve ser prorrogado.

A princípio a diretoria havia deixado claro que não contaria com o zagueiro nessa temporada, onde ele faria trabalhos individuais e teria acompanhamento psicológico.

Mas o cenário parece ter mudado desde a reapresentação do elenco, no dia 8.

Breno participou das atividades com o resto do grupo, aqueceu com bola em um dos gramados do CT da Barra Funda e correu em volta do campo, ao lado dos companheiros de clube.

O mesmo se seguiu nos dias seguintes, inclusive hoje, dia 12.

O zagueiro ainda se encontra fora de forma, já que não atua desde 2011, quando foi afastado do Bayern de Munique devido a prisão. Mas já recebeu elogios da comissão devido a seu empenho e determinação.

Muricy já evita falar de prazos para contar com o jogador, assim como a diretoria.

A justificativa para a ausência de prazos é que uma data só criaria pressão por parte da imprensa para o zagueiro entrar em campo, além de não considerar o desenvolvimento do atleta. O zagueiro trabalha com metas para cumprir, como entrar em forma, ganhar preparo físico e ritmo de jogo.

O mantra do clube é primeiro recuperar o cidadão e depois o jogador.

Breno, com 25 anos, é uma das crias mais conhecidas do CT de Cotia e foi vendido para o Bayern por 12 milhões de euros em 2008.

Durante sua recuperação o São Paulo combinou com o zagueiro que ele será resguardado. Não dará entrevistas e nem mesmo terá uma cerimônia de apresentação, ritual comum a jogadores recém-chegados.

A ordem é preservar a pessoa e o atleta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *