Bourgeois é demitido novamente em menos de dois meses

0

Desligado durante administração de Aidar e reconduzido por Leco, Alexandre Bourgeois sai do clube

O São Paulo demitiu novamente o CEO (Chief Executive Officer) Alexandre Bourgeois em menos de dois meses. Desligado em setembro, na administração do ex-presidente Carlos Miguel Aidar, ele foi reconduzido por Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, mas não faz mais parte do clube. O Tricolor também decidiu excluir o cargo de “CEO” do organograma do clube.

Além de Alexandre Bourgeois, o técnico Doriva também foi demitido nesta segunda. Cuca, do chinês Shandong Luneng, e o uruguaio Diego Aguirre, desempregado, são cotados.

O clube alega internamente quebra de hierarquia e suposto vazamento de informações confidenciais para a imprensa para demitir o profissional. Na primeira vez, o São Paulo vinculou a demissão à falta de resultados.

Alexandre Bourgeois substituiu Paulo Ricado de Oliveira, antigo CEO da Penalty, e foi indicado pelo empresário Abílio Diniz, opositor de Aidar e membro do Conselho Consultivo. O ex-presidente renunciou no último dia 13 de outubro, sob denúncias de corrupção.

Leco foi eleito no último dia 27 de outubro, quando oficializou os retornos de Alexandre Bourgeois e do diretor-executivo Gustavo Vieira de Oliveira. O novo mandatário assumiu o clube até abril de 2017.

Leave your vote

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.