in ,

Bauza explica porque jogará com apenas um atacante

Precisando reverter uma desvantagem de dois gols, o técnico Edgardo Bauza irá a campo com apenas um atacante

Na armação, o argentino terá o apoio de Michel Bastos e Wesley, todos com a missão de municiar um único atacante. No caso, Jonathan Calleri. Tal formação foi confirmada na noite desta terça-feira, quando o time tricolor realizou seu último treino antes da decisão, no CT do Envigado.

“Nesta posição, pode começar Centurión, trocar por Michel Bastos. Trabalhamos isso hoje, não será uma posição fixa, com um jogador fixo. A ideia é ter um jogador mais à frente, que é o Calleri, e um que ficará um pouco mais atrás. Para fazer os dois volantes do Nacional se retraírem um pouco mais”, explicou o Patón, antes de esclarecer por que não mudará a formação da equipe diante de um cenário tão adverso.

“Não vamos mudar nossa estratégia. Chegamos a esta fase por méritos próprios, não vejo por que mudar agora. Vamos ser inteligentes, sabendo das armas que tem o rival”, disse o treinador, que concluiu falando sobre o motivo de deixar Kardec no banco.

“Não temos apenas que fazer gols, isso é importante, mas a equipe tem que fazer um jogo inteligente. Vamos arriscar em alguns momentos, mas o Nacional é um adversário perigoso, principalmente quando tem a bola”, afirmou.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara