in

Atlético-GO x SPFC: ou mata ou se queima com o Dragão

A disputa de hoje, às 16 horas, em Goiás, pela 33ª rodada do Brasileirão, entre Atlético Goianiense e São Paulo tem um elemento complicador para o Tricolor Paulista: em terceiro na tabela, o time do Morumbi ou vence o Dragão, e cola no Inter; ou poderá terminar a rodada em quarto lugar na tabela, passando da situação de luta pelo título à missão de tentar assegurar uma vaga direta na Libertadores. Entenda.

Na ponteira do campeonato, o Internacional tem quatro pontos de vantagem sobre o segundo colocado. Mesmo que perca hoje para o Red Bull Bragantino, no Beira Rio, encerrará aa 33ª rodada na liderança. A briga por posições está na prateleira abaixo.

São Paulo e Flamengo somam 58 pontos, porém, no critério de desempate, o clube carioca possui uma vitória a mais (17/16), que o colocou na vice-liderança, enquanto o Tricolor Paulista foi empurrado para a terceira posição. Na rodada de hoje, a 33ª, o Flamengo enfrentará o Sport, em Recife; enquanto o São Paulo enfrentará o Atlético-GO. Ambos precisam vencer para seguir na cola do Inter.

Mas no meio deste embate pelo título, ainda há o Atlético Mineiro, com 57 pontos, na quarta posição na tabela. Se Flamengo ou São Paulo simplesmente empatarem contra seus adversários e o Galo vencer o Fortaleza, no Mineirão, chegará a 60 pontos, assim os mineiros poderão fechar a rodada na vice-liderança, empurrando o Flamengo para terceiro e o São Paulo, que há um mês possuía sete pontos de vantagem, para a quarta colocação.

Um tropeço do São Paulo, encerrando a rodada na quarta colocação, não só afundaria matematicamente e moralmente o time, como também colocaria pressão pela classificação na disputa dos quatro que vão direto para a Libertadores, lembrando que na outra rodada, o Tricolor enfrentará ninguém menos que o Palmeiras, que acaba de conquistar a América.

Aos ler o parágrafo acima, haverá quem diga: “ah, mas o Palmeiras estará com a cabeça no Mundial, não entrará com força máxima”. Pois bem. Esse argumento já fora utilizado quando o São Paulo enfrentou o time reserva do Santos (com a cabeça na disputa da Liberta), no Morumbi, e perdeu.

Do time que estava há sete pontos na dianteira, na reta final do campeonato, ao atual São Paulo, qualquer previsão é como um lançar de dados, mas, quando se olha para as verdades matemáticas da pontuação na tabela, não há como não dizer que a partida de hoje, contra o Dragão, representa ainda mais um sopro de esperança na luta pelo título ou praticamente um jogar de toalha.

O que achou?

Escrito por Ricardo Flaitt