in ,

“As pessoas que estão lá dentro se contradizem”, diz Daniel Alves

Daniel Alves não escondeu o incômodo com a atual diretoria do São Paulo e a forma na qual foi conduzida a saída

Na primeira entrevista concedida desde a rescisão com o São Paulo, o lateral-direito relatou que o vazamento de informações sobre a dívida do clube gerou o desgaste final, que resultou na rescisão de contrato.

Em entrevista ao podcast “Flow Sport Club”, Daniel Alves falou sobre o desejo de jogar e ganhar uma Copa do Mundo, e se isentou de culpas que recebia pelo mal momento do time.

Meu sonho é chegar na Copa do Mundo. Estava conduzindo de uma maneira que iria dificultar. Se você é alvo de crítica, fomentação de baixa performance, é culpa minha. Já fiz o que tinha que fazer aqui, não vou ficar perdendo meu tempo tentando fazer uma cosia se o entorno não quer”, declarou Daniel Alves.

O veterano de 38 anos enxerga uma contradição nos discursos recentes adotados dentro do São Paulo.

“As pessoas que estão lá dentro se contradizem. Quando estava jogando, tentando criar uma sinergia dentro do São Paulo para ter evidência, falavam que eu era grande profissional, chegava uma hora antes, trabalhava muito, depois que rolou confusão falavam “ninguém é maior do que o São Paulo”. Como queria ser maior que o São Paulo se o São Paulo era o meu sonho?”, desabafou.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara