Após tempo no DM, atleta deve voltar a ganhar chance no Tricolor

Contra o Defensa y Justicia, o São Paulo deve ter o retorno de jogador que sofreu com as contusões no primeiro semestre

Neste primeiro semestre o Mais Querido sofreu muito com as contusões de peças importantes para o elenco. O lateral-direito Bruno é uma destas peças. No entanto, é segundo maior assistente em 2017, atrás somente de Luiz Araújo.

Na próxima quinta-feira, o tricolor enfrentará o Defensa y Justicia, no Morumbi, em jogo válido pela Copa Sul-Americana e, Bruno deve ser um dos onze iniciais.

– A gente tem que estar preparado para ajudar sempre que é preciso. O jogo contra o Cruzeiro era importante, valia classificação e me doei ao máximo para contribuir. Treinei bem todos esses dias, me sinto bem e estou confiante que vamos fazer um grande jogo e conseguir a classificação (contra o Defensa) atuando diante da nossa torcida – ressaltou o camisa 2.

Bruno será titular na partida da próxima quinta-feira, no Morumbi (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net )No restante do ano Bruno terá a grande concorrência de Julio Buffarini e ele confia em seus números para sair na frente do argentino.

– Na lateral, tem uma disputa muito boa com o Buffarini. Eu me considero um jogador muito bom na parte defensiva e que sabe aproveitar as investidas no ataque. Tenho um excelente número de assistências e isso pode fazer a diferença. Confio no meu trabalho e sei que tenho todo o respaldo da comissão técnica do clube – afirmou o lateral-direito tricolor.

Um dos atletas com mais tempo de casa no elenco atual (chegou em dezembro de 2014), o lateral acredita que o São Paulo mostrará evolução após o período de treinamentos que está sendo realizado no CT da Barra Funda.

– Temos um grande elenco e um treinador com muita capacidade para tirar o melhor de todos os atletas. Infelizmente, o início do ano não foi como o esperado, mas temos duas competições pela frente, duas competições para brigar por títulos. Precisamos readquirir confiança. Com as vitórias, as coisas boas vão acontecer naturalmente. As derrotas que aconteceram serviram para todos amadurecerem e corrigirmos os erros – Concluiu Bruno.

 FOTO: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *