in , ,

5 motivos que nos fazem acreditar na classificação na Copa do Brasil

Jogadores São Paulo festejando gol.

O São Paulo encara o Flamengo nesta quarta-feira, em busca da classificação às semifinais da Copa do Brasil

Na próxima quarta-feira (18), São Paulo e Flamengo entram em campo às 21h30, no Morumbi, pela partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil.

E nós temos motivos para acreditar que a vaga na semifinal será nossa. Saiba o porquê:

1. Vantagem no placar

O primeiro motivo não poderia ser outro. Após vencer o time carioca na partida de ida, no Maracanã, o Tricolor joga pelo empate e claro, qualquer vitória nossa, nos classifica.

2. 100% no confronto em 2020

A partida desta quarta será a terceira entre as equipes em 2020, e curiosamente, todas neste mês, com duas vitórias são-paulinas. A primeira, pelo brasileirão, foi 4 a 1 para o Tricolor. A segunda, pela Copa do Brasil, novamente vencemos, dessa vez por 2 a 1, pela Copa do Brasil. Ambas partidas foram no Maracanã.

3. Brenner goleado

Brenner vive uma fase muito boa no Tricolor, principalmente na Copa do Brasil, onde em três jogos, ele marcou seis gols.

Vale lembrar que os dois gols na partida de ida, foram marcados pelo camisa 30.

4. Rival cheio de desfalques

O flamengo tem um ótimo elenco, com praticamente dois jogadores de qualidade para cada posição, mas com tantos desfalques, Rogério Ceni terá dificuldades para escalar o time.

Rodrigo Caio, Diego e Filipe Luís estão vetados pelo departamento médico, enquanto que Pedro (cortado da seleção por lesão), Everton Ribeiro e Isla vindo de jogos das eliminatórias (com Brasil e Chile respectivamente) dificilmente terão condições de jogo no dia 18.

Thiago Maia e Gabriel Barbosa, por sua vez, se queixaram de problemas físicos após a partida contra o Atlético-GO no sábado (14), e serão reavaliados.

5. Ótima sequência 

Já são cinco jogos sem perder, ou melhor, cinco vitórias seguidas. Uma na Sul-Americana, três no Brasileirão (onde não perde há 11 jogos) e um na Copa do Brasil.

Foram 15 gols marcados e oito sofridos.

Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara