in

Vice determina teto salarial e descarta Cleiton Xavier

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, estipulou o teto salarial do time em R$ 300 mil. Ou seja, nenhum jogador que peça mais que isso será contratado nessa janela de transferências e, por conta disso, já vetou nomes pedidos por Muricy Ramalho.

– Temos um limite de R$ 300 mil. Só três jogadores superam: Pato, Luis Fabiano e Rogério. Ninguém mais vai receber mais do que isso. Todos esses que estão falando de reforços ganham 400, 500 mil. Não vou trazer por isso – declarou Ataíde em entrevista à Rádio Transamérica.

Ele ainda revelou que por esse motivo vetou as negociações com o meia Cleiton Xavier, pedido por Muricy. Cleiton joga no Metalist, da Ucrânia, é capitão do time, principal goleador e tem contrato até 2017.

– O Cleiton está fora dos planos. O fato de o Muricy elogiar, como elogiou o Edu Dracena… Chamei e disse que não traria. Nosso time já superou a média de idade. Se é pra trazer um veterano, trago o Lugano, que todo mundo adora. Se trouxer o Lugano, a torcida acaba comigo se ele ficar no banco e eu acabo com o Toloi e o Lucão. O Cleiton é excelente, mas o salário e o cotrato impedem. Não posso trazer. Não adianta colocar nome na imprensa – afirmou o dirigente.

Ataíde também disse que jogadores acima de 30 anos estão fora do perfil pretendido pelo clube, descartando também o argentino Montillo. Além disso, a questão financeira também deixa de lado o meia Conca, do Fluminense.

– O São Paulo vai crescer com os jovens. Quero fazer da base munição para o profissional. Tenho o compromisso de revelar quatro jogadores, trazendo um veterano eu inibo o crescimento – acrescentou, também.

Por enquanto, o único contratado foi o lateral-esquerdo Carlinhos, de 27 anos.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Bueno