Veja o que Jardine achou do primeiro jogo da pré-temporada

Com apenas cinco dias de trabalho na pré-temporada, o São Paulo entrou em campo nesta quinta-feira, contra o Eintracht Frankfurt

Nesta quinta-feira, o São Paulo fez o seu primeiro jogo da pré-temporada na Florida Cup. O resultado não foi o esperado (2 x 1 para o adversário), mas foi bom para Jardine ver como está a preparação da equipe, e começar a dar uma “cara” para o Tricolor. 

“Era um jogo complicado porque o adversário tem bom nível. Quando assistimos os vídeos fiquei impressionado com a qualidade. É um time que está surpreendendo no Campeonato Alemão, está no meio da temporada e descansou alguns dias. E a gente com cinco dias de trabalho. Fica o saldo extremamente positivo pela entrega que a equipe teve, pela agressividade, que é uma identidade que estamos buscando”, disse o treinador.  

“No primeiro tempo, a gente teve mais controle do jogo. No segundo, foi um pouco mais equilibrado. Mas fica um saldo bastante interessante por essa mudança de identidade que a gente quer. Acho que o São Paulo começa a mostrar um pouquinho a sua cara”, completou. 

O treinador destacou a agressividade do São Paulo tanto para atacar quanto na tentativa de roubar a bola do rival.

“A palavra é agressiva. Isso contempla a parte defensiva, que coloca em dificuldades a posse de bola do adversário. Conseguimos isso no primeiro tempo. Com a bola, quem pressiona tem que ter qualidade para jogar. O São Paulo sempre se notabilizou em seus grandes momentos por equipes que tinham muita competência com a bola no pé. Esse é o nosso objetivo”, comentou. 

Uma característica mostrada pelo novo São Paulo é a rejeição aos chutões. A equipe tocou a bola várias vezes no campo de defesa, incluindo com o goleiro Tiago Volpi. 

“É um traço que as equipes que querem ter o controle do jogo têm de treinar. Não era uma característica nossa no ano passado. Conseguimos treinar uma vez só esse conceito. Temos vendido essa ideia aos jogadores. Nossos goleiros têm qualidade com os pés. Mas precisamos de tempo de adaptação e mais treinamento. Mas lamento por ter sofrido o gol em um lance desse”, ressaltou. 

Para o jogo deste sábado, contra o Ajax, às 16h, em Orlando, Jardine disse que ainda vai pensar na escalação da equipe. 

“Confesso que ainda vou pensar um pouco. Temos o objetivo de acelerar a formação da equipe. Já sabemos a pressa que o calendário está nos imprimindo. Ao mesmo tempo, enxergar o maior número de jogadores que puder, tirando algumas conclusões. Vamos colocar no papel, olhar o jogo de novo e tomar a decisão amanhã (sexta) no fim do treino”, finalizou. 

Foto: Reprodução Globoesporte.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *