in

Tudo pronto para manter a ponta da tabela

Focado na Libertadores, o Tricolor encara o Bragantino  para fazer alguns testes e se preparar para o Clássico de quarta contra o Corinthians

Muricy Ramalho e seus jogadores tentam disfarçar a ansiedade para a estreia no torneio continental, mas é fato que a cabeça dos são-paulinos está em Itaquera, onde o time do Morumbi fará a estreia no torneio contra o seu maior rival, o Corinthians.

“Meu problema é amanhã”, disse o treinador, na sexta-feira, quando respondeu a algumas perguntas sobre o clássico e advertiu que o próximo adversário na realidade será o Bragantino.

No próprio discurso do treinador são-paulino e do elenco, fica claro que o grande foco é mesmo a Libertadores. Muricy admitiu que irá poupar alguns jogadores para a partida contra o Bragantino.

“Do fundo do meu coração, muitos falam que a partida mais importante é a contra o Corinthians. Mas, na minha parte individual, é contra o Bragantino. Uma boa partida contra o Bragantino pode escalar para o jogo de quarta-feira. Se eu fizer uma boa partida, caso venha a jogar de início, tenho certeza de que a oportunidade pode acontecer na quarta-feira”, argumentou o atacante Alan Kardec, reserva nas duas últimas rodadas da competição estadual.

Sem competições simultâneas, o Bragantino encara o jogo como sua Libertadores. Treinada por Marco Aurélio, a equipe interiorana ocupa a segunda posição de sua chave, atrás do Santos, mas com apenas três pontos em quatro jogos. Capivariano e Penapolense somam dois pontos cada e podem ultrapassá-la na rodada.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO X SÃO PAULO
Local: Estádio Nabi Abi Chedid
Data: 14 de fevereiro de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Luis Alexandre Nilsen

BRAGANTINO: Lauro; Nick, Renato Santos, Wellington Reis e Uchoa; Adílson Goiano, Graxa, Caio e Esquerdinha; Igor e Diego Maurício. Técnico: Marco Aurélio

SÃO PAULO: Denis; Lucão, Dória e Edson Silva; Hudson. Thiago Mendes, Maicon, Boschilia e Centurión; Alexandre Pato e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara