Trellez: “Recusei a proposta porque quero ser campeão aqui”

Autor do gol do empate por 1 a 1 contra o Fluminense, domingo, no Morumbi, Tréllez concedeu entrevista coletiva nesta segunda (3)

Trellez foi muito importante no jogo deste domingo diante do Fluminense, ao fazer o gol que nos garantiu um importante ponto no Brasileirão e nesta segunda concedeu uma entrevista coletiva.

Confira abaixo trechos importantes da entrevista do camisa 17.

Sobre a relação com Diego Aguirre:

“Relação muito boa. Conversamos muito. Os dois falam espanhol. Isso facilita. Está sendo bem importante para ter confiança dentro e fora de campo

Titularidade contra o Atlético-MG:

“Disse que tinha grande chances de jogar. Quem está no banco sempre espera jogar como titular. Sempre quero jogar e ser titular, mas também sei que a competição com Diego (Souza) é muito difícil. Quando tiver oportunidade entrar e fazer as coisas bem para seguir ajudando o São Paulo, e todos continuarem no objetivo de brigar pelo título”.

Qual gol foi mais emocionante: contra Vasco ou Flu?

“Os dois vibrei muito, mas o Vasco ganhamos a liderança. Foi mais importante para mim”.

Sobre recusar a proposta do Granada, da Espanha:

“O que fez eu ficar no São Paulo primeiro é que sou feliz, por mais que não seja titular. Sou feliz com companheiros. Foi importante pra tomar decisão de ficar. Em janeiro, quando vim, era para vir para um time grande e brigar por coisas grandes. Não sei quanto tempo vou ficar, mas quero deixar minha marca e fazer história no São Paulo. Meu objetivo é ser campeão e quero conseguir isso”.

Briga pelo título

“Competitividade do time, de titulares ou reservas, ajuda a manter a equipe bem dentro e fora de casa. Brasileirão é um dos campeonatos mais difíceis. Times com bons elencos ajudam. Ontem tivemos chance de distanciar do segundo e terceiro, mas cometemos erros. Pela circunstância da expulsão do Diego, que pra mim não foi, interferiu, mas importante manter o primeiro lugar. Jogo difícil contra o Atlético-MG e vamos tentar recuperar os pontos perdidos em casa”.

Confronto direto pelo título:

“O que falamos é que vivemos jogo a jogo. Isso vai dar a diferença para ser campeão. Temos jogos contra concorrentes diretos em casa. Se queremos ganhar o título, esses jogos em casa contra Palmeiras, concorrentes como Grêmio, são os pontos que podem fazer a diferença“.

Sobre o diferencial do São Paulo:

“Acho que o São Paulo conseguiu… às vezes por circunstância do jogo não conseguíamos vencer só na técnica. Gostamos de jogar bem, gostamos de ter a bola, mas em muitos jogos não dá para ter esse futebol vistoso. Quando falta isso temos vencido com vontade e força física. Melhoramos muito nisso: parte física muito bem. São Paulo corre os 90 minutos. Isso é importante”.

Volta do Nenê e opção de garotos da base:

A força do grupo ajuda. Um exemplo é o Luan. Quando usamos em BH contra o Cruzeiro, muito difícil para primeiro jogo, Luan foi muito bem. Essa é a mensagem e é importante para o desempenho em campo. Se usar alguém da base na quarta-feira vamos ajudar para dar o melhor em campo. Importante todos se fecharem para o São Paulo vencer”.

Imaginava brigar pelo título?

“Os companheiros e o Diego também falou na época que não conseguíamos fazer uma sequência e mostrar um bom futebol. Mas tínhamos um grupo. Diego disse que muita gente torcia para não dar certo, porque se desse certo o São Paulo brigaria por coisas importantes. É isso. A força do grupo faz as coisas acontecerem mais fácil. Qualquer jogador que chega, mais novo ou de fora, nós abraçamos. Isso é importante. Para brigar por título depende só de nós”.

A confiança com Aguirre:

A confiança que dá para nós é importante. Fala com os que jogam e os que não jogam muito. Muitas vezes atleta precisa dessas conversas com a comissão para ter confiança. O time está demonstrando que a força do treinador ajuda muito atletas que acreditavam. As vezes, por um jogo ruim, a torcida cobrava, mas a confiança deixou todos mais fortes e ajudou a dar a volta por cima. Todos se ajudam para dar o melhor. Queremos que o São Paulo seja campeão“.

Para encarar o Atlético-MG, quarta-feira, no Independência, Trellez já está confirmado como titular. O Tricolor tem 46 pontos, três acima do Internacional, segundo colocado.

FOTO: Rubens Chiri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *