Trajeto Uruguai-Brasil apontado como vilão por Milton Cruz

Interino Milton Cruz declarou que elenco teve prejuízo grande com a viagem pela Libertadores

O único que tentou dar explicações além das já conhecidas justificativas dos jogadores foi o treinador interino Milton Cruz, durante sua coletiva após o revés diante do SFC na Vila Belmiro, pela semifinal do Paulistão.

No ponto de vista de Milton, o principal vilão da história não foi uma possível marcação mais forte do Santos ou uma ineficiência tricolor na criação, mas sim o cansaço do elenco na questão física devido a viagem ao Uruguai e ao jogo em si contra o Danubio-URU pela Libertadores:

“O time do Santos é difícil na Vila. Não é fácil de ser batido aqui, tem jogadores velozes. Eles não tiveram um jogo no de meio de semana tão forte quanto o nosso. Saímos com o resultado adverso lá, tivemos de buscar. Isso tudo influenciou no resultado, teve um desgaste maior nosso.”

+ São Paulo perde a segunda na Liga Nacional de Futsal

Fazendo um paralelo com o jogo decisivo que terá pela frente a equipe são-paulina, quando recebe o SCCP jogando sua permanência na Liberta, o interino afirmou que são situações diferentes, apesar de reconhecer que um triunfo hoje seria muito importante:

“Já falei com os jogadores, todo mundo está ciente do que deve fazer na quarta. É outra situação de jogo. Libertadores é o que todo mundo gosta, os jogadores estão empenhados, os torcedores também. A gente fica triste porque queria a vitória para dar alegria ao torcedor, mas vamos esquecer esse jogo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *