Início > Destaques > São Paulo de 2017: Pouco investimento e muita base

São Paulo de 2017: Pouco investimento e muita base

Com pouca grana investida e muitas promoções da base, Rogério Ceni já vai fechando seu elenco para esse início de temporada

O São Paulo segue sua preparação para a Florida Cup na cidade de Bradenton, nos Estados Unidos e o técnico Rogério Ceni explicou ao canal oficial da competição, um pouco mais sobre seu trabalho e também sobre a reformulação no elenco para esta temporada.

“É um time que mudou bastante do ano passado. [Foi] Investido pouco pouco dinheiro em contratações, mas mesmo assim mudou bastante. Há uma promoção muito forte da base: 50% do nosso elenco são de formados em Cotia. Um time com 50% de jogadores formados em Cotia é um dado estatístico interessante e valioso para o clube”, disse o M1to, que seguiu.

“Gastamos 300 mil reais para montar o time, economizamos muito em folha de pagamento e temos um grupo muito disposto a vencer, mesclando a experiência dos mais velhos com o ímpeto e juventude daqueles meninos que estão tendo sua primeira oportunidade”, declarou.

LEIA TAMBÉM:
+ São Paulo está entre os 10 times que mais venderam camisas em 2016 nas Américas

Para a atual temporada, o tricolor contratou o goleiro Sidão, o meia Cícero e os atacantes Wellington Nem e Neílton.

Para Ceni chgar a número de 50% de jogadores vindo da base, ele contou atletas mais antigos, como os zagueiros Rodrigo Caio, Breno e Lucão e os volantes João Schmidt e Wellington.

O clube ainda tem o desfalque de três jogadores da base que estão com a seleção sub-20: o goleiro Lucas Perri, o goleiro Lyanco e o atacante David Neres.

Ainda com Ceni estão: Foguete, Araruna, Shaylon, Lucas Fernandes e Luis Araújo.

FOTO: Rubens Chiri – saopaulofc.net

Artigos Relacionados