in ,

Retrospectiva SPFC Notícias: rendimento dos atacantes

Rigoni e Luciano. (Foto: Rubens Chiri/ saopaulofc.net)

Tricolor teve o melhor ataque do estadual, onde foi campeão, por outro lado, foi o terceiro pior no Brasileirão

Na quarta parte da nossa retrospectiva, vamos falar sobre os atacante do São Paulo no ano de 2021. Tudo começou muito bem, com goeladas no paulistão, título estadual que não vnha dese 2005 e muita felicidade. na Copa do Brasil, susto, mas goleadas, até vir a dramática e veronhosa eliminação, não para quem foi, e sim, como foi.

Enfim, vamos relembrar como o nosso ataque saiu de ser o melhor do Paulistão, para ficar entre os três piores no Campeonato Brasileiro. Fator que “ajudou” muito a termos a pífia campanha que fizemos no nacional.

No começo deste ano, o São Paulo vinha com um ataque bom, até mesmo na reta final do Campeonato Brasileiro, com Fernando Diniz. Na época, Luciano e Pablo formavam o ataque são-paulino, que encerrou o Brasileirão com o quarto melhor ataque, marcando 61 gols. 

Campeão paulista, o São Paulo terminou o estadual com o melhor ataque, marcando 38 gols em 16 jogos, uma média de 2,3 gols por partida. Pablo foi o artilheiro, com cinco gols marcados, seguido de Sara e Luciano, com quatro gols cada.

Na Copa do Brasil, o Tricolor entrou em campo apenas seis vezes e anotou 18 gols, muito por conta da goleada por 9 a 1 contra o 4 de Julho. O time registrou uma média de 3 gols por jogo. Rigoni foi o artilheiro na competição com cinco gols, um a mais que Pablo.

Na Copa Libertadores, 10 jogos e 14 gols marcados, uma média de 1,4 gols marcados por jogo. Rigoni, Vitor Bueno e Luan marcaram dois gols cada, na competição continental.

No Brasileirão, foram apenas 31 gols marcados em 38 partidas, média de 0,81 gols por jogo, o terceiro pior ataque, na frente apenas de Chapecoense e Sport, que foram rebaixados. Além disso, foi o pior ataque do Tricolor na história do Brasileiro. Calleri foi o artilheiro com cinco gols.

VEJA OS NÚMEROS DOS ATACANTES DO SÃO PAULO EM 2021:

Pablo – 38 jogos, 13 gols e quatro assistências – 17 participações em gols
Rojas – 30 jogos, quatro gols e uma assistência – 5 participações em gols
​Luciano – 39 jogos, dez gols e duas assistências – 12 participações em gols
Éder – 29 jogos, cinco gols e duas assistências – 7 participações em gols
Galeano – 24 jogos, um gol e três assistências – 4 participações em gols
Calleri – 16 jogos, cinco gols 5 participações em gols
Vitor Bueno – 36 jogos, seis gols 6 participações em gols
Marquinhos – 27 jogos, três gols e quatro assistências – 7 participações em gols
Rigoni – 38 jogos, 11 gols e seis asssitências – 17 participações em gols
​Juan – cinco jogos  – 0 participação em gols
Vitinho – dois jogos  – 0 participação em gol
Bruno Rodrigues – sete jogos – 0 participação em gol

Foto: Rubens Chiri/ saopaulofc.net

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara