in ,

Retrospectiva SPFC Notícias: como foram os dois treinadores

Crespo e Ceni. (Foto: Divulgação)

Crespo foi campeão Paulista, mas campanha fraca no Brasileiro e eliminações causaram sua saída. Ceni chegou e evitou queda para a Série B

Na quinta parte da nossa retrospectiva, vamos falar sobre os treinadores do São Paulo no ano de 2021. Tudo começou muito bem, com Crespo sendo campeão paulista, praticamente perfeito, com apenas uma derrota e conquistando o título, tirando o São Paulo de uma fila de quase nove anos sem títulos. Mas o argentino foi sacaneado pelos atlets e deixou o clube após maus resultados.

No entanto, as eliminações na Copa do Brasil, para o Fortaleza, na Libertadores, para o Palmeiras, além do fraco início de Campeonato Brasileiro, com o time vencendo uma partida nas primeiras dez rodadas, fez Crespo ser demitido em outubro, após um empate sem gols contra o Cuiabá. Ele encerrou a sua passagem com 53 jogos, sendo 24 vitórias, 19 empates e dez derrotas, um aproveitamento de 57% dos pontos. 

No mesmo dia em que demitiu Crespo, o São Paulo anunciou a chegada de Rogério Ceni para ser treinador da equipe, assumindo o Tricolor na 13ª posição da tabela do Brasileirão, com 30 pontos somados, apenas três à frente da zona de rebaixamento.

Com ele, o desempenho da equipe no Brasileiro melhorou um pouco, conseguindo boas vitórias principalmente no Morumbi. Mesmo assim, o clube ficou ameaçado da queda para a Série B até a penúltima rodada, quando venceu o Juventude, em casa, por 3 a 1.

VEJA OS NÚMEROS DOS TREINADORES DO SÃO PAULO NA TEMPORADA

Hernán Crespo 
​53 jogos, 24 vitórias, 19 empates e dez derrotas – aproveitamento de 57%

Rogério Ceni
13 jogos, cinco vitórias, três empates e cinco derrotas – aproveitamento de 46%

O que achou?

-3 pontos
Upvote Downvote

Escrito por Rodrigo Alcântara