Home > Destaques > Régis fala sobre saída do São Paulo

Régis fala sobre saída do São Paulo

O ex-lateral do São Paulo falou nesta quinta-feira sobre os problemas que o levaram a sair do clube e a prisão na última segunda-feira

Régis, ex-jogador do São Paulo, falou nesta quinta-feira sobre os motivos que o tiraram do clube e a sua prisão. O Tricolor rescindiu o contrato com o lateral de 29 anos no início de outubro, alegando que ele tinha problemas pessoais.

O jogador agradeceu o clube, que tentou ajudá-lo como pode: “Foi especial, cheguei ao São Paulo em um grande momento da carreira, fiz grandes jogos e pude mostrar meu potencial. O São Paulo me deu estrutura para resolver problemas fisiológicos e psicológicos, mas tive alguns problemas internos que causaram a minha saída. Foi a maior chance da minha carreira, sempre tive vontade de jogar em um grande clube e espero poder ter uma nova oportunidade”.

O problema em si tem a ver com drogas, Régis fala que teve um envolvimento com drogas, mas que não usa continuamente: 

“Houve um envolvimento [drogas], mas me colocaram como um dependente, usuário contínuo e como se não tivesse controle. Minha última temporada no São Bento mostra que não tive nenhum problema. Tenho buscado ficar mais próximo dos meus familiares, que são as pessoas que nos apoiam com sinceridade e transparência. São apenas essas pessoas que nos ajudam nesses momentos, que não nos determinam por alguns acontecimentos”, disse. 

E completou: “Muitas coisas que estão sendo ditas são verdadeiras, outras não. Tenho passado por alguns problemas pessoais, que não vejo a necessidade de citá-los. Mas digo para as pessoas que me admiram e gostam do meu trabalho que fiquem tranquilos porque logo estarei de volta jogando futebol e fazendo do Régis uma referência positiva e não tudo isso que tem se colocado a meu respeito”. 

Desde que saiu do São Paulo, o jogador mora em Brasília, sua cidade natal. Lá, ele foi preso por suposta tentativa de invasão ao apartamento de um vizinho.

Detido em flagrante, o jogador assinou um termo circunstanciado e foi liberado, com a condição de se apresentar à Justiça para uma audiência, ainda sem data. O caso foi registrado como perturbação da tranquilidade, ameaça e violação de domicílio.

Sobre o ocorrido, Régis falou: “Falaram que eu queria invadir a casa das pessoas. Eu estava em um churrasco na minha casa, houve um desentendimento e, por conta da bagunça, a vizinha chamou a polícia. Só que eles foram agressivos demais, reagi e me agrediram, me jogando no chão e me prendendo por perturbação”, completou.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Fonte: Globoesporte.com