Home > Destaques > Processo contra Leco é arquivado no Morumbi…

Processo contra Leco é arquivado no Morumbi…

Acusação contra pagamento de comissão em 2002 contra Leco foi arquivada por novo juri da diretoria

Hoje presidente Leco, mas há 16 anos o atual mandatário era diretor de futebol da gestão de Marcelo Portugal Gouvêa e fora acusado de pagar indevidamente um comissão para uma empresa terceira pelo empréstimo do jogador Jorginho Paulista.

O até então diretor aprovou o pagamento de uma comissão de R$ 732 mil à empresa Prezan que financiou o empréstimo do atleta junto a Udinese-ITA. Sabendo do fato, o presidente Marcelo Portugal Gouvêa não depositou o dinheiro na conta da empresa terceira, com isso em 2015 a companhia venceu um processo judicial movido contra o clube que resultou em uma despesa de juros de R$ 4,6 milhões.

O ato começou a ser analisado pela Comissão de Ética do clube desde então, porém após a aprovação do novo estatuto no ano passado, no qual Leco foi o grande “engenheiro”, fez com que o processo mudasse de mãos para a nova comitiva denominada de “Comissão Disciplinar”.

+ Nenê fala sobre os próximos passos do São Paulo após sua estreia. Confira!

Sob novo juri, a ação foi arquivada e Leco não deve responder pelo caso até o momento. A oposição liderada por Newton do Chapéu, declarou sob o caso em nota oficial:

“Eu me manifesto em nomes dos autores do processo, ratificando nosso entendimento, que foi exposto no Conselho Deliberativo, onde não reconhecemos a Comissão Disciplinar como fórum adequado para dar continuidade a análise dos fatos, iniciado na Comissão de Ética, do Conselho Deliberativo. Cabe ressaltar, que se o novo estatuto deu brechas para esse encaminhamento, ele pode até ser legal, mas é imoral” – disse Nilton do Chapéu.