Home > Destaques > Pratto se diz seduzido por interesse de River, mas prega respeito ao Tricolor

Pratto se diz seduzido por interesse de River, mas prega respeito ao Tricolor

O River Plate estaria disposto a oferecer US$ 10 milhões para tirá-lo do Tricolor. Seleção Argentina e questões familiares pesam na decisão do atacante

O nosso camisa 9 está passando férias na Argentina, e soube do interesse do River Plate em contar com ele para a próxima temporada. O técnico do time argentino Marcello Gallardo, depois de uma conversa com o presidente do clube, Rodolfo D’Onofrio, pediu a contratação do jogador e o River fará todos os esforços para contratá-lo.

O clube estaria disposto a oferecer US$ 10 milhões (R$ 32,8 milhões) para tirá-lo do Morumbi. O empresário do jogador, Gustavo Goñi, disse que até agora não houve uma proposta oficial, mas que Pratto ficou seduzido com esse rumor e que questões familiares, ele quer ficar mais perto da filha e a Seleção Argentina pesam para o são-paulino deixar o clube.

Em entrevista para o canal de televisão “TNT Sports”, o argentino se disse seduzido pelo fato de River Plate estar interessado em contratá-lo, mas que respeita muito o Tricolor, clube que deu vitrine para ele.

“Se o River me quer, negociem com o São Paulo, que é o clube que me trouxe, me deu vitrine. [..] Se o São Paulo estiver aberto a negociar, eu também colocarei as coisas na balança. Coisas familiares e esportivas, e verei o que é melhor para mim. Se o River quer negociar, é preciso chamar o São Paulo e negociar. Eu respeito muito o clube, não posso dizer que quero ir, mas me seduz o fato de o River querer me contratar. Agora é uma questão entre os clubes”, disse.

Pratto tem 29 anos e gostaria de participar da Copa do Mundo de 2018, na Rússia e acredita que o técnico da Seleção da Argentina, Jorge Sampaoli, olharia mais de perto se ele jogasse em um clube de seu país.

“Eu pensava que o treinador da seleção argentina acompanharia mais o futebol brasileiro, mas não foi assim. Eu gostaria de ter outra oportunidade. Às vezes, você tem que tomar cuidado com o que diz porque as pessoas do clube em que você está podem entender mal. Eu estou contente que falem de mim, quer dizer que venho mantendo o nível, o que desperta o interesse de grandes clubes”, ressaltou.

LEIA MAIS:
+ Maicosuel treina nas férias para voltar melhor em 2018 
+ Pela primeira vez, Ceni falou sobre os bastidores como técnico do SPFC

Pratto foi comprado no início do ano por € 6,2 milhões (R$ 20,7 milhões). O São Paulo adquiriu 50% dos direitos. O Atlético-MG, ex-clube do argentino, detém 45% e uma rede de supermercados de Belo Horizonte é dona dos outros 5%.

No contrato com, há gatilhos que permitem que o Tricolor compre mais 15% agora no fim do ano, 15% no fim de 2018 e 15% no fim de 2019. As duas primeiras partes custam € 1,5 milhão cada.

A partir de janeiro de 2018, se chegar uma proposta de no mínimo € 11 milhões (R$ 42,7 milhões), o São Paulo é obrigado a vender, desde que o salário oferecido a Pratto seja um pouco maior que o dobro do que ele ganha na equipe do Morumbi.

O Tricolor, através da sua assessoria de imprensa, informou que não recebeu nenhuma oferta do River Plate e que não tem interesse em negociar o camisa 9.

Foto: Divulgação