Pratto: “Jogador de time não precisa se motivar para jogar”

Em entrevista para o “Bola da Vez”, dos canais ESPN, Lucas Pratto mostra ser um jogador diferenciado pelo caráter e o profissionalismo que ele tem

Lucas Prato foi o entrevistado do programa “Bola da Vez”, dos canais ESPN,  nesta terça-feira (29). O jogador falou do começo de sua carreira, a demissão do ex-treinador Rogério Ceni, criticou a diretoria por vender meio time durante a temporada e, claro, sobre a má fase que o clube está passando este ano. 

Torcedor do Boca Júniors, o atacante disse que se inspira em Palermo, um grande jogador argentino. “Eu era fanático pelo Boca, até imitei o corte de cabelo do Palermo. Me inspiro nele. Não desisto das jogadas. Eu tento ter ele como exemplo”.

Sobre a demissão de Rogério Ceni, Pratto diz ter um carinho pelo ex-goleiro, por ele ter depositado bastante confiança nele e que foi reclamar com a diretoria quando demitiram o Mito, pois não concordou com a postura dos dirigentes. “Tenho um carinho pelo Rogério. Ele depositou muita confiança em mim. Não só eu, como todo o time, falhamos e não deixamos o nome dele limpo na história geral dele. Eu não concordei com a demissão do Rogério e falei com uma pessoa da diretoria sobre isso”.

Mas confessa que depois de algumas derrotas e eliminações, o grupo começou a ficar sem confiança, e com isso caiu de rendimento. “Quando você perde jogos importantes e perdemos três eliminatórias…então depois disso, os jogadores ficaram meio desconfiados de tudo, em nós mesmos. Teve um certo distanciamento dos jogadores, porque nós tentamos fazer o que ele pedia, mas não conseguimos recuperar a confiança em nosso jogo.”

LEIA MAIS: 
+ Pai de Calleri manda recado para torcida Tricolor 

Sobre o momento do Tricolor no Brasileirão, o atacante disse que agora é a hora de todos os jogadores darem um pouco mais de cada um, para tirar o time dessa situação difícil. “A gente está em um momento ruim, mas vamos mostrar que o São Paulo é forte… Temos que ajudar e fazer um pouco mais do que o normal para ajudar o time”. 

O jogador sabe que não está em uma das melhores fases de sua carreira, mas tenta compensar com jogadas para ajudar o time em campo.”Estamos fazendo poucos gols e sofrendo muitos gols, por isso quero ajudar o time e volto pra buscar a bola. Meu momento não é dos melhores, mas eu trabalho para que o time melhore. Quando eu não consigo finalizar uma bola, tento dar opção fora da área para abrir espaço”.

Lucas Pratto também falou sobre a motivação que o jogador de futebol tem que ter quando entra em campo. “Jogador de time não precisa se motivar para jogar, principalmente em clássicos. Os jogadores tem que motivar e manter a concentração em todos os jogos. Muitas vezes o jogador, quando enfrenta um time pequeno, ele não se motiva muito e isso é perigoso”.

Para finalizar a entrevista, Pratto garantiu que o São Paulo não cai: “Eu assino que o São Paulo não vai cair”. Veja vídeo abaixo:

 

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *