in ,

O golpe tá aí, se não ver quem não quer

Julio Casares, presidente do São Paulo. (Foto: Rodrigo Corsi/ Paulistão)

São Paulo aprova reeleição para presidente, mas rejeita diminuição no número de conselheiros

O Conselho Deliberativo do São Paulo aprovou, nesta sexta-feira, a reeleição para presidente, mas rejeitou a diminuição no número de conselheiros no clube, de 260 para 200. Essas eram duas da principais propostas colocadas em votação entre quinta e esta sexta-feira.

Ao todo, foram votadas 24 propostas de mudanças no estatuto do clube. A maioria foi aprovada pelo Conselho. Dos 254 eleitores, participaram 231. Faltaram 23 na reunião online.

A reeleição para presidente foi aprovada com 146 votos a favor, 83 contra e duas abstenções. Já a diminuição do número de conselheiros foi desaprovada por 121 votos, contra 90 aprovações e 20 abstenções.

Agora, as propostas aprovadas serão encaminhadas para a Assembleia de Sócios. O presidente do Conselho Deliberativo, Olten Ayres de Abreu, tem 30 dias para convocar a assembleia, que precisa ser realizada em até 45 dias.

Embora tenha sido reprovada a diminuição no número de conselheiros, o aumento do mandato para seis anos destes foi aprovado, sem limite para reeleição. Foram 132 pró, 83 contra e 16 abstenções.

Outro ponto a se destacar foi a ocupação de cargo na diretoria executiva por membro do Conselho Deliberativo. Este item foi aprovado por 139 votos, outros 89 votos contra e três abstenções.

O atual diretor Carlos Belmonte é conselheiro e ocupa o cargo neste momento, ao lado de Julio Casares. Isso significa que a prática utilizada atualmente poderá ser repetida nas eleições seguintes.

Por: Eduardo Rodrigues, José Edgar de Matos e Rodrigo Capelo / ge
Foto: Rodrigo Corsi/ Paulistão

O que achou?

-1 pontos
Upvote Downvote

Escrito por Rodrigo Alcântara