NOSTALGIA TRICOLOR – São Paulo 3 x 2 Sardinhas

O Nostalgia Tricolor de hoje relembra a memorável batalha entre o São Paulo comandado por Lucas e o SFC, de Neymar, em 2012

Olá tricolores, hoje relembraremos o grande confronto entre São Paulo e SFC, em 2012, no Morumbi. Na ocasião o soberano, mesmo com um jogador a menos, conseguiu superar as adversidades e vencer seu rival.

Neymar e Ganso bem que tentaram, porém, mesmo com superioridade numérica, não conseguiram ofuscar a estrela de Lucas, que resolveu o jogo.

RECORDAR É VIVER

O JOGO

Resultado de imagem para São Paulo 3 x 2 Santos - 2012

Na chegada ao Morumbi, Neymar avisou que atua melhor quando apanha dos rivais. Leão treinador do São Paulo, colocou o volante Rodrigo Caio, improvisado na lateral direita, para seguir Neymar. No início, deu certo. O são-paulino levou a melhor na maioria dos lances. Só que exagerou na força e levou um amarelo. Seria expulso mais tarde.

Com Neymar anulado, Ganso apagado e o meio de campo tricolor em tarde inspirada, o primeiro tempo foi totalmente dominado pelo São Paulo. O time do Morumbi, aliás, abriu o marcador rapidamente. Aos oito minutos, Casemiro bateu de fora da área, a bola desviou em Edu Dracena e enganou o goleiro Rafael: 1 a 0.

O lance animou ainda mais o Tricolor e deixou o Peixe abatido. Com dificuldade para conseguir se encontrar, o adversário entrou em pane com o bom toque de bola do São Paulo. Os marcadores alvinegros não sabiam para onde correr. A equipe de Emerson Leão só não aplicou uma goleada na etapa inicial porque faltou pontaria aos seus jogadores de frente.

Resultado de imagem para São Paulo 3 x 2 Santos - 2012Bem armado, o Tricolor levou perigo com Luis Fabiano, Lucas, Cícero, Jadson… Se tivesse caprichado um pouco mais na finalização, teria conseguido um placar que fizesse valer o futebol apresentado. 1 a 0 foi pouco. Teve ainda três cabeçadas importantes de Paulo Miranda. Nelas, Rafael apareceu bem.

O SFC só entrou no jogo quando Paulo Henrique Ganso teve um lampejo. Com o meia mais ligado na partida, o Peixe assustou algumas vezes. Mas o primeiro chute da equipe da Vila Belmiro saiu apenas aos 33 minutos, quando Borges encheu o pé na grande área e viu Denis realizar linda defesa. O excelente primeiro tempo do São Paulo não foi bem aproveitado. E com um apático início de partida, o SFC saiu no lucro levando apenas um gol.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Muricy Ramalho pediu ao Santos que ficasse mais com a bola para evitar a pressão são-paulina. E para isso fez uma alteração no meio de campo. Colocou Elano na vaga de Ibson, que não fez um bom primeiro tempo e já tinha sido advertido com o cartão amarelo.

Elano fez valer sua entrada aos seis minutos. Foi depois de um escanteio batido por ele que o goleiro Denis se atrapalhou com Luis Fabiano, a bola resvalou em Casemiro e sobrou para o zagueiro Edu Dracena deixar tudo igual no placar. O gol de empate não foi a única “punição” ao São Paulo pelas chances desperdiçadas. Aos oito, Rodrigo Caio, que afirmou no intervalo que não seria expulso pela forte marcação em Neymar, levou o cartão vermelho por entrada dura no craque santista.

Luis Fabiano, do São Paulo, comemora gol no Santos (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)A expulsão e o gol sofrido poderiam ter deixado o Tricolor abatido. Mas não foi bem assim. A equipe de Emerson Leão se reencontrou em campo, foi para cima e voltou a ficar em vantagem aos 19. Derrubado pelo goleiro Rafael na área, Luis Fabiano pediu para bater o pênalti e fez seu sétimo gol na temporada.

O perigo de jogar com o SFC de Neymar era achar que o jogo está ganho. O garoto pode mudar a partida em instantes. Ainda mais com ajuda. Aos 34 minutos, Casemiro perdeu a bola na intermediária, e o craque foi acionado. Ele driblou Denis e rolou para o fundo do gol: 2 a 2.

O Tricolor, porém, não se abateu. Muito menos Lucas. O Tricolor tinha um a menos? Nem parecia. O camisa 7 jogava por dois, três, por um time inteiro. Em escapada pela direita, ele cruzou para Cortez, que arrematou de primeira. A bola bateu na trave e voltou para o meia empurrar para o gol. Com o fim do jogo o Tricolor comemorou a vitória no jogaço do Morumbi.

MELHORES MOMENTOS

FICHA TÉCNICA
Campeonato Paulista – 14ª rodada
São Paulo x SFC

Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), São Paulo
18/03/2012 – 16h00 (horário de Brasília)
Público: 31.972
Cartões amarelos: Ibson, Adriano, Durval, Paulo Henrique Soares, Rafael, Felipe Anderson (Santos); Rodrigo Caio, Cícero (São Paulo).
Cartão vermelho: Rodrigo Caio (São Paulo)
São Paulo: Denis; Rodrigo Caio, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denilson e Casemiro; Lucas, Cícero e Jadson (Piris); Luis Fabiano (Edson Silva). Técnico: Emerson Leão
Santos: Rafael; Edu Dracena, Durval e Adriano (Felipe Anderson); Paulo Henrique Soares (Alan Kardec) e Fucille; Ibson (Elano), Arouca e Ganso; Neymar e Borges. Técnico: Muricy Ramalho
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares: Alberto Poletto Masseira e Alex Alexandrino