in ,

Muricy deixa o São Paulo

Em comum acordo com a diretoria, técnico acertou sua saída nesta segunda-feira

Fragilidade tática, falta de padrão de jogo, escolhas do treinador e saúde debilitada. Esses são os motivos da queda do técnico, após a derrota por 2 a 0 para o Botafogo de Ribeirão Preto, no último domingo.

Muricy já não era unanimidade dentro do clube e nem nas arquibancadas. Apesar do imenso carinho que a torcida tem pelo treinador, que foi ídolo como jogador e é são paulino de coração, o fracasso desta temporada estava evidente não só nos resultados, mas na própria postura do técnico, que há tempos já se mostrava abatido pela situação.

Aqui termina a notícia e começa a minha opinião sobre a situação.

Muricy vem enfrentando problemas de saúde desde o ano passado. E nesse ano já ficou afastado de um torneio amistoso em Manaus devido a problemas de saúde. Hoje mesmo, pela manhã, teve uma indisposição que acabou por adiar a reunião que decidiu pela sua saída.

Infelizmente o técnico aparenta não ter mais saúde mental e física para seguir em um cargo tão exigente quanto o de técnico no ingrato futebol brasileiro. E até por isso este, que vos escreve, acha melhor que de fato ele saia.

Muricy Ramalho tem história, seja como jogador, seja como treinador. Nos deu o Tri-campeonato do Brasileirão entre 2006 e 2008, que jamais será esquecido. Mas chegou a hora de ele vir curtir o São Paulo da arquibancada, ao nosso lado.

Quisera o destino que o treinador conquistasse uma libertadores por outro time e não pelo São Paulo. Uma infelicidade do acaso, já que teria sido o desfecho perfeito para sua carreira como treinador do Tricolor.

O clube ainda não tem substituto para o cargo, e nossos corações jamais terão substituto para Muricy, que será eterno, assim como Telê.

Obrigado, professor!

Como diria um famoso apresentador de reality show: “Vem ver o São Paulo com a gente aqui de fora, Muricy!”

Será muito bem vindo nas arquibancadas do Morumbi.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Bueno