in

Michel Bastos comenta dívida do clube com elenco

Meia abre o jogo sobre problemas de pagamento do tricolor

Os erros administrativos que levaram o São Paulo a situação financeira atual cobram seu preço a todo momento. Uma das evidências mais claras é a dívida que a diretoria tem com o elenco referente a direitos de imagem e a premiação por se classificar para a Libertadores de 2015, que deveria ser quitada ainda em 2014.

Em entrevista coletiva realizada ontem a tarde no CCT da Barra Funda, o meia Michel Bastos foi perguntado sobre o tema e não fugiu de uma resposta sincera e direta:

“Acho que já foi comentado até pela própria diretoria do São Paulo, confirmando isso. Também falando que essa semana vão acertar. Independente disso, acertando ou não, nós jogadores temos que nos focar no nosso trabalho. A gente até tenta… não vou mentir, não gostaria nem de responder essa pergunta. É uma coisa mais interna, São Paulo é um clube que sempre cumpriu com suas obrigações e vai cumprir. Eu cheguei agora no clube e antes de vir o que me falaram é que o São Paulo é um clube correto. Lógico, está passando por um momento difícil, mas tudo será ajeitado.”

+ Centurión é elogiado por Muricy

Segundo o vice-presidente financeiro Osvaldo Vieira de Abreu, em declaração dada ao UOL, as pendências serão resolvidas ainda hoje: “É absolutamente certo que vamos pagar hoje. A informação é essa.”

Outro assunto importante tratado na coletiva foi a renovação de contrato do camisa 7 tricolor, já que o acordo com o clube tem duração apenas até o fim de 2015 e, seguindo a regra tradicional, com seis meses para o término do vínculo, Michel estaria livre para assinar um pré-contrato com outro time. Porém, o jogador não tem interesse em sair do Soberano, muito pelo contrário:

“Como já foi falado, a gente tem tempo para sentar, conversar, mas ambas as partes querem prolongar o contrato. Eu nesse sentido estou bastante feliz também. Eu não vim para cá para ter só uma passagenzinha pelo São Paulo. Até pela minha idade posso dizer que não seria má ideia encerrar minha carreira no Sâo Paulo. Estou feliz para caramba aqui, é um clube correto, mas a gente tem tempo pra conversar.”

O que achou?