Memória São Paulina – Maurinho

Nesta semana vamos relembrar a história de Maurinho, o atacante que destruiu o SCCP na noite das garrafadas.

Mauro Rafhael nasceu em 06/06/1933 em Araraquara-SP, mas foi no Guarani de Campinas onde Maurinho (como era chamado) iniciou sua carreira no futebol no final da década de 40, quando o Tricolor em troca de três jogadores (Dido, Augusto e Leopoldo) em 1952 quando o ponta-direita destaque do time campineiro chegou ao São Paulo.

Maurinho tinha como característica a velocidade, assim foi apelidado de “Flecha”, tal como sua habilidade para fazer gols. O ponta-direita jogou de 1952 – 1959 pelo Tricolor por 343 jogos (203 vitórias, 76 empates, 64 derrotas), balançando as redes em 135 oportunidades.

Durante sua passagem pelo São Paulo, Maurinho conquistou os campeonatos paulistas de 1953 e 1957, tendo o último com o fato mais marcante da sua carreira. Com a final disputada no Pacaembu, o Tricolor jogara diante do SCCP para decidir quem levava a melhor no torneio estadual (naquela época, o campeonato mais importante para um clube).

O clima da decisão já havia começado no primeiro turno, quando Maurinho em disputa de bola com Alfredo do SCCP acabou fraturando a perna do jogador adversário. No dia seguinte Gino Orlando e outros Tricolores foram visitar o adversário no hospital, quando Luizinho (jogador do SCCP) apedrejou Gino e aumentou o clima de rivalidade.

Na final o Tricolor saiu vencedor por 3 x 1, com gols de Amaury, Canhoteiro e a pintura de Maurinho que em triangulação com Zizinho e Orlando, saiu na cara do goleiro Gilmar dos Santos Neves e apontou para que o adversário escolhesse qual canto ele chutaria, no lance Maurinho dribla o goleiro e toca para o fundo do gol.

Na comemoração Maurinho ainda dá um tapa no rosto do goleiro que ficou enfurecido assim como a torcida, iniciando uma briga generalizada no Pacaembu, tendo garrafas arremessadas ao campo e assim ficou conhecida como a “Noite das Garrafadas”. Ao retomar do jogo, vitória garantida e Tricolor campeão!

Maurinho deixou o São Paulo em 1959 onde jogou em outros clubes do Brasil e inclusive no Boca Juniors (ARG), quando se aposentou em 1964 no Fluminense com apenas 31 anos. Pela seleção brasileira disputou a Copa de 1954 e atuou 14 vezes com a camisa amarelinha.

Mauro Rafhael faleceu em 28/06/1995 em São Paulo.

+ Relembre a história do Tricolor Bauer, conhecido como o “Monstro do Maracanã”. Confira!

Veja a galeria de fotos do atleta (clique na imagem para ampliar):

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *